NotíciasTechmeltTissue no Brasil

Engenharia Integrada na fabricação de conjuntos refinadores: Engenharia do Refino

O tratamento que transforma a estrutura das fibras que compõe a polpa

A Engenharia do Refino tem sido uma das mais importantes áreas da ciência na fabricação do papel desde a primeira referência à intensidade de tratamento, os parâmetros básicos segundo F. Jagenberg (1887) – força de moagem e área de moagem ou “área de Jagenberg” –, da “Teoria da Fibragem” de Sigurd Smith (1922) ao conceito de intensidade de refino conforme F. Wultsch e W. Flucher, (1958) como sendo o quociente entre a carga efetiva e o comprimento linear das lâminas.

Os pesquisadores elaboraram modelos complexos, que abrangem desde a mais adequada operação de instalação dos conjuntos refinadores à otimização dos resultados do processo. Ao ampliar a compreensão envolvendo os estados intermédios na preparação da massa, estes modelos ajudam a otimizar a operação; promovem aumento significativo da eficiência operacional e permitem a quantificação do processo bem como a comparação entre diferentes equipamentos e instalações.

Os conjuntos refinadores são os componentes governantes quando se trata de qualidade e processo. Junto à metalurgia, a Engenharia do Refino é uma ferramenta imprescindível ao projeto de conjuntos refinadores otimizados. Tanto na fabricação de papéis quando em todas as outras aplicações, a Techmelt tem obtido resultados significativos com relação ao consumo de energia de refino e melhorias quanto ao desempenho operacional das máquinas.

TECHMELT, uma engenharia para cada processo.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo