fbpx
NotíciasTissue no BrasilValfilm

Valfilm aposta em processo renovado para o desenvolvimento de soluções sustentáveis

A empresa investe pelo menos 70% de seu profit anual na expansão produtiva entre suas sete plantas, sempre em busca da sustentabilidade

A Valfilm, empresa do Valgroup que desenvolve e produz embalagens plásticas flexíveis há mais de 40 anos, tem um processo produtivo bastante enxuto e em constante renovação, sempre visando à sustentabilidade.

Investe pelo menos 70% de seu profit anual na expansão produtiva entre suas sete plantas, o que a permite utilizar equipamentos que tenham uma velocidade maior de extrusão e impressão e ter uma garantia ainda maior da qualidade do filme, consumindo sempre menos energia e água – o plástico é o material que tem em sua cadeia produtiva o menor consumo dessas fontes quando comparado com as opções de embalagem como papel, madeira, vidro e alumínio.

Buscando produzir soluções ecologicamente corretas, a redução de espessura dos filmes é uma das principais características buscadas pela Valfilm. “É um dos pilares para ajudarmos o mundo atingir suas metas de redução no consumo de insumos de embalagem”, diz Lúcio Pinto, gerente comercial da empresa.

O plástico é a matéria-prima que oferece a menor quantidade de insumo para o transporte de qualquer produto, e tem sua cadeia produtiva mais eficiente que qualquer alternativa. “Por isto, acreditamos que as embalagens do futuro possam derivar-se do plástico, e uma das alternativas seria o filme com aceleração biodegradável”, completa.

A Valfilm já tem esse produto em seu portfólio, que atende à demanda de alguns de seus clientes. Trata-se do Bio-V, que diferentemente de outras soluções disponíveis no mercado, não deixa micro-plásticos, pode ser degradado em até três anos, se transforma em gás e o pequeno residual em adubo. “Isto permite que, mesmo que o plástico seja descartado erroneamente, ainda tenha a chance de ser degradado de forma acelerada no meio ambiente”, afirma Lúcio.

 

Outra alternativa sustentável é o uso de resinas recicláveis, conhecidas como PCR (reciclagem pós consumo), que também já foi desenvolvida pela Valfilm e está em validação com alguns clientes da empresa. “Aqui, gostaria de ressaltar o ponto de transparência do filme. Como o próprio nome diz, PCR, uma porcentagem da estrutura do filme é produzida com resinas recicláveis, com isto, uma das propriedades que hoje garantimos, que é a transparência da embalagem, o alto brilho, deixa de ser um requisito drive”, encerra.

Conheça mais sobre as soluções sustentáveis da Valfilm clicando aqui.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo