fbpx
CeluloseCoronavírusNotícias

Pandemia aumenta procura por celulose para fabricar máscaras e produtos hospitalares

Por outro lado, situação é considerada “crítica” no setor moveleiro, com paralisação de unidades e parques industriais, diz Indústria de Árvores

Apesar de a crise com a pandemia do coronavírus, a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) afirma que a produção de celulose segue normal. Paulo Hartung, presidente executivo da Ibá, informou que a matéria-prima, inclusive, tem sido mais demandada, devido ao uso para fabricação de produtos hospitalares.

Pandemia aumenta procura por celulose para fabricar máscaras e produtos hospitalares

“Entre os produtos do setor, estão alguns fundamentais, inclusive para proteger os profissionais de saúde. Em hospitais, a celulose e a celulose solúvel são matérias-primas de máscaras cirúrgicas, vestimentas, colchões, entre outros. Papéis de imprimir e escrever são importantes para receituários e formulários”, diz, esclarecendo que não houve alteração na logística.

SETOR MOVELEIRO EM DIFICULDADES

Já quanto ao uso da floresta plantada para fabricar painéis de madeira, a Ibá entregou, na última segunda-feira, 23, ao Ministério da Economia, uma carta em conjunto com a Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóveis).

No documento, as entidades informam que “a situação crítica já se instalou no setor moveleiro”, com 80% dos parques industriais paralisados, além das unidades produtivas, dificultando o cumprimento de contratos.

Pandemia aumenta procura por celulose para fabricar máscaras e produtos hospitalares

As associações ainda pedem que poder público aprofunde “o exame de medidas que possam minimizar o impacto dessa crise nas empresas dos setores que representam”.

LEIA TAMBÉM:
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.