Coronavírus Notícias Tissue no Brasil

Indústria de papel e celulose alerta sobre risco de desabastecimento

industria papel celulose

Diante de restrições adotadas contra o avanço do coronavírus, setor pede diálogo com autoridades para garantir que não faltem produtos de necessidade básica

Em cartas enviadas aos 27 governadores brasileiros e a todos os ministros, a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), entidade que reúne produtores de celulose e papel e demais produtos de base florestal, fez um alerta sobre a necessidade de manutenção das operações normais no setor, sob o risco de a produção e o transporte de itens considerados essenciais, como embalagens de papel utilizadas em alimentos, remédios e produtos de limpeza, papéis para fins sanitários e celulose, que é um dos insumos utilizados em máscaras cirúrgicas, serem afetados pelas medidas de restrição adotadas para conter o avanço da Covid-19.

“O intuito é dialogar com as autoridades, demonstrar solidariedade neste momento e garantir que não falte produto de necessidade básica ao consumidor final”, diz em nota, o presidente da Ibá, Paulo Hartung, que assina as correspondências. Conforme Hartung, ex-governador do Espírito Santo, a indústria está em contato constante com o varejo para “entender e atender à demanda”. “E, claro, as empresas estão colocando em planos de ação para cuidar da saúde de colaboradores e familiares”, acrescenta.

higiene hospital

Na carta enviada a governadores e ministros, a Ibá informa que compreende as medidas anunciadas mas pede que as autoridades ponderem a relevância do setor de base florestal. Com atuação em mais de mil municípios e fábricas e florestas em praticamente todos os estados brasileiros, a indústria destaca que é “fonte de produtos fundamentais para o dia a dia de todos, inclusive alguns que têm sido foco dos consumidores neste momento de crise, como os papéis para fins sanitários”.

Banner Solenis no Portal Tissue Online

“A Ibá reforçou seu apelo para que os governadores considerem o valor dos produtos da indústria de árvores plantadas para a sociedade, de modo que medidas a serem tomadas, mesmo que bem intencionadas, não comprometam a cadeia, consequentemente desorganizando outros setores críticos, como de alimentação, medicamentos e de cuidados pessoais”, informa a entidade, em nota.

No documento, a Ibá também informou às autoridades que as empresas de base florestal estão ajustando a produção para atender os produtos mais procurados e fazendo doações para hospitais e governos, como caixas para transporte de álcool em gel e papéis sanitários.

LEIA TAMBÉM: