fbpx
NotíciasRoll-tecTissue no Brasil

Conheça as tecnologias de gofrado oferecidas pela Roll-Tec

Empresa é especialista na fabricação e gravação de cilindros gofradores de aço

Desde 1967, a Roll-Tec tem como foco principal a fabricação e gravação de cilindros gofradores de aço. A empresa é especialista em tecnologias de gofrado, que conferem diferentes características ao produto acabado. “Temos uma tecnologia chamada DESL, que basicamente, foca mais no 3D para a gofragem do papel, ela fica bem atrativa ao consumidor, não dá o mesmo diâmetro de ponto a ponto; tem o tem a gofra e cola, que basicamente é um sistema Random, muito usado em papel higiênico; e tem a tecnologia híbrida, que basicamente mescla o DESL com o ponto a ponto”, conta o diretor comercial da Roll-Tec, Marcelo Cardoso.

Marcelo menciona outra variável importante no processo de gofragem, o briefing de marketing. “A empresa tem que passar um briefing de qual é a prioridade das variáveis de resultado de produto priorizando as características: por exemplo, o diâmetro vai ser a prioridade um; a dois vai ser firmeza; a três vai ser resistência e a quatro vai ser suavidade. Isso vai determinar, junto com a tecnologia de laminação, o que eles querem de resultado de produto. Assim, fazemos a combinação disso e determinamos a técnica de gofrado”, explica Marcelo.

O processo de desenvolvimento conta com etapas importantes, que devem ser acompanhadas pelo cliente. “Enviamos algumas imagens em PDF em 2D; essa é a primeira fase, em que há algumas adaptações de imagens, já contemplando a tecnologia de gofragem que será aplicada. Depois, há uma fase em que são feitas amostras manuais para ver no papel como que vai ficar essa gofragem; e a última fase é o uso do laboratório da Roll-Tec. Hoje, a Roll-Tec tem um galpão dedicado com uma máquina de conversão no qual a gente grava um cilindro, com formato menor de 500mm, e ali pode ter protótipos de papel higiênico folha simples, dupla, qualquer tecnologia DESL, gofra e cola, ponto a ponto, etc”, completa.

Para receber uma bobina de papel base original do cliente e ter o padrão de gravação determinado, é gravado um cilindro, de onde sai um rolinho protótipo. “Ali, sim, conseguimos equalizar a expectativa que o cliente está querendo porque ali é um resultado de produto real”, comenta.

 

De forma geral, Marcelo enfatiza que se trata de um processo complexo, que requer muito estudo. “As empresas que se utilizam disso acabam se destacando no mercado porque têm um investimento muito forte. A Roll-Tec tem um leque de soluções, dependendo do que for buscado. Dentro de higiene, com folha simples, a tecnologia Random Dots, que permite degradar menos o papel e aumentar um pouco o diâmetro, sendo que o resultado varia muito pelo tipo de papel e a máquina. Também existe uma tecnologia chamada gofra e cola moare; é um tipo de ângulo que colocamos no micro que dá mais recurso para aumentar a suavidade do produto, sem afetar muito a degradação e pode dar um pouco mais de recurso de bulk”, pontua.

Assim, as empresas que investem em alta tecnologia têm produtos com qualidade superior no mercado. “Como elas investem muito nisso, acabam tendo prioridades sobre essas tecnologias, muitas vezes tendo a possibilidade de exclusividade. Por sempre estarem inovando, acabam utilizando essas tecnologias e até restringindo o mercado de utilizá-las por algum tempo”, encerra.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.