CeluloseNotícias

Suzano está entre as 50 empresas mais valiosas do Brasil

A gigante de celulose ganhou destaque no ranking Brand Finance Brasil 50 2021 como a empresa de maior crescimento em valor de marca no país

A Suzano ganhou destaque no ranking Brand Finance Brasil 50 2021 como a empresa de maior crescimento em valor de marca no Brasil. A empresa foi reconhecida pela pesquisa como uma das 50 mais valiosas do país, mesmo com a pandemia de Covid-19. Alguns dos critérios analisados são: reputação, inovação, custo-benefício, relacionamento emocional, recomendação e qualidade.

O ranking contou com a participação de mais de 50 mil consumidores e dados financeiros coletados em 29 países e apontou crescimento de 184% no valor da marca da empresa. O resultado foi impulsionado por seus fortes resultados financeiros, suas metas de longo prazo – os chamados compromissos para renovar a vida –, com foco em mudanças climáticas, redução da pobreza, sustentabilidade, diversidade e inclusão.

Até 2030, a Suzano planeja ofertar 10 milhões de toneladas de produtos de origem renovável, desenvolvidos a partir da biomassa, retirar mais de 40 milhões de toneladas de carbono da atmosfera e, ainda, contribuir diretamente para que 200 mil pessoas instaladas nas regiões onde atua saiam da linha da pobreza.

Outro fator responsável pela performance foi a fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, concluída em 2019, que contribuiu para que a nova marca, a Suzano S.A., passasse a ser avaliada em R$ 2,9 bilhões.

“Sermos reconhecidos pela Brand Finance reforça que estamos no caminho certo no trabalho de construção e evolução da nossa marca, que tem sido cada vez mais presente na vida das pessoas, não apenas por meio dos nossos produtos, como também pelo nosso posicionamento diante de temas tão essenciais para a sociedade, como a agenda ambiental, social e de governança. Seguimos construindo e fortalecendo nossa cultura, e acreditamos que o nosso propósito de renovar a vida a partir da árvore levará a nossa marca ainda mais longe”, afirma Marcela Porto, head de Comunicação e Marca da Suzano.

A gigante de celulose também integra o Índice Dow Jones de Sustentabilidade – Mercados Emergentes (DJSI Emerging Markets) 2020-2021 – e a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores, além de ter mais de US$ 2 bilhões em emissões de bônus atrelados à critérios de ESG.

Fonte
Suzano
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo