fbpx
NotíciasTissue no Brasil

Portal Tissue Online celebra 11 anos de história

Confira a entrevista com Felipe Quintino, fundador e CEO do Tissue Online, e conheça a história do maior portal do setor de tissue no Brasil e nas Américas

Nesta quinta-feira, 22, o Portal Tissue Online está celebrando 11 anos de história. Com muito trabalho e expertise no assunto, o portal se tornou referência para toda a cadeia produtiva de tissue no Brasil e nas Américas, que acompanha diariamente informações de qualidade relacionadas ao mercado.

Contando com dezenas de parceiros, o portal se fortaleceu e, neste ano, ultrapassou fronteiras com o lançamento do Tissue Online North America. Além disso, passou por uma completa reformulação em sua logomarca e teve o seu layout reformulado.

Essa história, na verdade, tem muito mais de 11 anos, e começou com Felipe Quintino, CEO e fundador do Tissue Online. Felipe praticamente nasceu na indústria de tissue e, desde então, passou por diversas empresas do segmento, se especializou na área e teve a ousada ideia de fundar um portal integralmente dedicado ao mercado, algo até então inédito no Brasil.

Portal Tissue Online celebra 11 anos de história

Na entrevista abaixo, Felipe conta como começou esse projeto, o que mais mudou no mercado nesses anos de experiência, os planos para continuar internacionalizando o portal, além de analisar como a pandemia impactou o setor, dentre outros assuntos. Acompanhe:

Portal Tissue Online: Qual a sua experiência e relação com o mercado de tissue?

Felipe Quintino: Minha relação com o mercado de tissue vem desde a infância. Meu avô paterno trabalhou na Melhoramentos, que hoje é a Softys Caieiras, lá antigamente tinha uma vila, onde meu pai, Carlos Quintino, nasceu e trabalhou por vários anos, depois foi trabalhar em outras empresas, até chegar à Klabin, que hoje é a Kimberly-Clark Mogi das Cruzes. Com 14 anos, eu fui fazer Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) com uma bolsa da Klabin, e nas férias do curso, eu ia para a fábrica, onde ficava um mês trabalhando.

Depois que me formei no Senai, fiquei um tempo na Klabin, e meu pai foi convidado para trabalhar na Santher, em Bragança Paulista, onde eu também trabalhei por um tempo. Meu pai sempre trabalhou com produção e manutenção de conversão, e eu estagiava na parte de conversão. No total, estou nesse mercado há quase 25 anos.

Portal Tissue Online: Como surgiu a ideia de criar o portal?

Felipe Quintino: Eu trabalhei na área comercial de uma empresa que fabricava máquinas, então, visitava muitas fábricas no Brasil inteiro, e nelas, as pessoas me perguntavam sobre informações do mercado, sobre empresas do segmento, e eu vi que não havia um lugar que reunisse essas informações. Então, surgiu a ideia de criar um portal, o Tissue Online, e eu comecei a estudar esse mercado e fiz o primeiro site. Já começamos com anunciantes, como a Lubmaster, Helsten e Roll-Tec, que permanecem conosco até hoje.

Portal Tissue Online: Como você avalia a trajetória do portal nesses 11 anos?

Felipe Quintino: Sempre tive o propósito de ajudar a criar um mercado de papel tissue mais forte, levando informações diárias, que até então, não existiam no nosso mercado. Nesses 11 anos, conseguimos levar capacitação para o setor, com cursos e workshops presenciais e também on-line, por meio do Tissue Academy, no qual tivemos mais de 1.400 alunos. Também fizemos muita conexão nesses 11 anos, entre os fornecedores e a indústria.

Há dois anos, criamos o Tissue Marketing, pois vimos que as empresas de tissue no Brasil não investiam muito em marketing, nas suas marcas, e começamos a trazer essa ideia, esse conceito de investir na marca, imagem e conteúdo da empresa.

2020, com certeza, foi o principal ano do portal, foi muito importante por conta da internacionalização, que foi um passo gigante que demos. Também reformulamos neste ano nossa identidade visual e o nosso propósito, que é criar valor para o mercado e conectar o mercado de tissue nas Américas.

Portal Tissue Online: Como surgiu a ideia de criar o Tissue Online North America? Assim como no Brasil, você notou que havia essa carência de informações no mercado norte-americano?

Felipe Quintino: Eu sempre tive vontade de montar o Tissue Online fora do Brasil, já era um sonho. Eu sempre vi que, no mercado como um todo, seria possível agregar valor no mundo inteiro. Na América Latina, tinha um gap que dava para explorar muito; meu sonho era montar o primeiro Tissue Online fora do Brasil na Argentina, mas nunca surgiu a oportunidade de internacionalizar o portal para lá.

Portal Tissue Online celebra 11 anos de história

Os EUA, na realidade, não estavam no meu foco profissional. Porém, em maio, o Brian Uzcategui, executivo americano na indústria de tissue há mais de 15 anos, me procurou, dizendo que já era seguidor do Tissue Online, nos acompanhava há muito tempo e sempre gostou do nosso conteúdo, o nosso modelo de negócio, e viu que nos EUA também não tinha nada parecido, que o mercado de lá era carente por informações. 90 dias depois da primeira conversa, o Tissue Online North America já estava no ar e está indo muito bem. Já começamos com anunciantes, nossa audiência está crescendo além das nossas expectativas, já estamos fazendo trabalho do Tissue Marketing nos EUA e planejamos uma segunda expansão internacional, para o primeiro semestre do ano que vem.

Portal Tissue Online: O que mais mudou no mercado desde quando você iniciou na indústria?

Felipe Quintino: O que eu vejo muito nitidamente são os investimentos das empresas em termos de tecnologia, que aumentaram muito. Eu conheci a Mili quase 20 anos atrás, ela era pequena e hoje virou uma potência. O mercado evoluiu demais com relação à tecnologia e desenvolvimento de novos produtos. O mercado de papel toalha no Brasil antes era segmentado em poucos fabricantes, hoje várias indústrias fabricam toalha de cozinha; o mercado de guardanapos também cresceu muito nos últimos anos, com a entrada de máquinas automáticas e tecnologia. O mercado de laminado, folha dupla, folha tripla, nos últimos anos, amadureceu muito. Também vejo que o mercado está enxergando que precisa investir em marketing, na marca, vendo que dá para agregar valor no produto de tissue.

Portal Tissue Online: Considerando essas boas prospecções, quais são os próximos planos para o Tissue Online?

Felipe Quintino: Além de internacionalizar nosso portal cada vez mais, pretendo investir bastante na parte de educação, capacitação, pois há um mercado bem grande que podemos ajudar. Quanto mais conseguirmos capacitar o mercado, mais conseguiremos ajudar os fabricantes de tissue a se desenvolverem melhor. Eu enxergo o Tissue Online daqui a alguns anos como uma empresa global, tanto na parte de comunicação, de criação de conteúdo, como com relação ao marketing e à área de educação focada no mercado de tissue.

Portal Tissue Online: No início da pandemia, toda a nossa equipe migrou para o home office. Você teve receio de que esse sistema não funcionasse bem? E quanto ao mercado, quais eram suas expectativas?

Felipe Quintino: Eu tive receio sim, o nosso negócio é on-line, então tinha um diferencial que dava para seguir em home office, mas tinha o medo de como seria, se funcionaria, se todos performariam bem de casa, se perderiam o foco, e foi uma surpresa! Todos se dedicaram e acredito que trabalhamos melhor de forma remota do que no escritório, estamos muito mais alinhados. Nosso time mais que dobrou desde então.

No começo, fiquei preocupado em perder clientes, mas acabamos aumentando nossa carteira. O mercado de tissue em si foi uma grande surpresa, porque já estávamos vendo esse movimento lá fora de que a demanda por tissue na área de consumo estava muito grande, estava faltando papel higiênico na Europa, na Ásia, então, vimos que isso ia acontecer aqui no Brasil também. Por outro lado, o mercado institucional foi o mercado que mais sofreu, e na área do marketing, em que tínhamos mais clientes desse segmento, acabamos negociando para conseguir atravessar juntos essa fase. Acho que a pandemia, apesar das dificuldades, ajudou a alavancar um pouco mais o mercado, que se fortaleceu.

Portal Tissue Online: Para encerrar, deixe uma mensagem final a toda a cadeia produtiva de tissue e aos nossos clientes, leitores e parceiros.

Felipe Quintino: Primeiramente, agradeço a toda a equipe do Tissue Online, em especial, ao Rafael Henrique, nosso designer que está conosco há sete anos, é meu braço direito em todos os projetos e foi fundamental para chegarmos até aqui com sucesso.

Atuamos em um mercado privilegiado, porque o tissue é um bem de primeira necessidade para a população, é um bem de higiene, e cada vez mais, com a mudança de hábito da população, ele amadurece. É um segmento em franca expansão nos próximos anos, acredito que consiga dobrar de tamanho em um futuro próximo, então tem muita oportunidade tanto para fabricantes, como convertedores e fornecedores. Quem quer investir nesse mercado, criar um diferencial, cuidar da imagem, do conteúdo, entregar valor para o mercado, vai se destacar e se dar bem, pois ainda temos muito o que crescer.

Deixo também meus agradecimentos a todos os parceiros e a toda cadeia produtiva de tissue, que é nossa audiência, que nos acompanha e nos ajuda nessa estrada de 11 anos. Temos um apoio muito bacana da indústria, que entendeu que estamos aqui para agregar valor a todo o setor. Muito obrigado por esses 11 anos e que venham muitos outros!

Fonte
Tissue Online
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.