NotíciasPapel Marrom

Lucro líquido da Irani atinge R$ 285 milhões em 2021

O crescimento de 207,6% no resultado foi impulsionado principalmente pelas vendas no mercado interno

A Irani Papel e Embalagem encerrou 2021 com receita líquida de R$ 1,6 bilhão, alta de 56% em comparação a 2020. Considerando apenas o quarto trimestre, a receita líquida da companhia foi de R$ 414 milhões, um crescimento de 42,3% na comparação anual.

A performance da Irani no ano passado também refletiu positivamente em seu lucro líquido, que atingiu R$ 285,3 milhões, um aumento de 207,6% em relação ao ano anterior, quando registrou R$ 92,8 milhões. Já no último trimestre de 2021, o lucro líquido foi de R$ 63,3 milhões, alta de 86,7% em comparação a igual período de 2020. O resultado foi impulsionado principalmente pelas vendas no mercado interno.

O Ebitda ajustado da companhia totalizou R$ 493,9 milhões, crescimento de 118,7%. No recorte do quarto trimestre do ano passado, o Ebitda ajustado foi de R$ 134,2 milhões, 114,9% superior ao apurado no mesmo período de 2020.

“Em 2021, continuamos desafiados pela pandemia, mas com a chegada das vacinas e a retomada parcial de mais atividades, pudemos observar maior estabilidade no mercado internacional e local. Em nosso segmento, notamos que os recentes hábitos de consumo do público, como e-commerce e delivery de alimentos, não apenas foram mantidos, mas também acelerados. E isso fez com que a demanda por embalagens aumentasse, criando um ambiente mais favorável para o setor”, analisa Sérgio Ribas, diretor-presidente da Irani.

DESEMPENHO OPERACIONAL

Em 2021, o mercado interno representou 84% das vendas realizadas pela Irani, enquanto o mercado externo chegou a 16%. Dessas vendas, o segmento Embalagens Sustentáveis representou 56% da receita líquida ano passado, seguido pelo segmento de Papel para Embalagens Sustentáveis, com 33%, e o segmento Resinas Sustentáveis, com 11%.

O volume de vendas do segmento Embalagens Sustentáveis teve aumento de 1,4% na comparação anual, totalizando 157,5 mil toneladas em 2021, assim como o segmento Resinas Sustentáveis, que apresentou aumento de 11,4%, alcançando 15,5 mil toneladas. Já o segmento de Papel para Embalagens Sustentáveis totalizou 126,1 mil toneladas de venda, registrando redução de 7% quando comparado ao ano anterior.

O lucro bruto de 2021 apresentou aumento de 94,3% ante 2020, atingindo R$ 632 milhões. No quarto trimestre, foi registrado aumento de 84,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Já as despesas com vendas em 2021 totalizaram R$ 108,6 milhões, um aumento de 19,8% na comparação anual.

INVESTIMENTOS E PERSPECTIVAS

Durante o último ano, a Irani manteve a estratégia de investir na modernização e automação de seus ativos. Ao todo, foram investidos R$ 398,9 milhões ao longo de 2021, em ações direcionadas especialmente ao reflorestamento, manutenção e melhorias de estruturas físicas e equipamentos da companhia.

Deste montante, R$ 148,9 milhões foram investidos somente no último trimestre, sendo que R$ 118,2 milhões foram destinados à execução dos Projetos Gaia I, II e III, além de R$ 2,9 milhões nos Projetos Gaia VII e VIII.

Para 2022, o objetivo da companhia é dar sequência aos investimentos, mesmo em um eventual cenário adverso, causado pela pandemia e volatilidade econômica do país.

“Os investimentos da Plataforma Gaia seguem em linha com o cronograma e o orçamento estipulados. Além disso, trata-se de investimentos, majoritariamente, voltados para redução de custos, especialmente de energia, e para ganhos de eficiência e produtividade nas unidades. Logo, são menos dependentes das condições de mercado. Portanto, estamos otimistas”, conclui Odivan Cargnin, diretor de Administração, Finanças e Relações com Investidores da Irani.

Fonte
Irani
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo