CeluloseNotícias

Klabin utiliza máquina inédita que integra processos na colheita florestal

A Harbunk é capaz de proporcionar mais desenvolvimento tecnológico para o campo e trazer mais segurança para a operação

A Klabin está utilizando uma máquina florestal inédita no Brasil, a Harbunk, capaz de proporcionar mais desenvolvimento tecnológico para o campo, trazer mais segurança para a operação e reduzir a emissão de CO2 na atmosfera.

A inovação foi desenvolvida a partir de estudos da Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e embalagens de papel do Brasil, em parceria com a Ponsse, fabricante finlandesa de equipamentos de colheita florestal. Com tecnologia para cumprir todas as fases da colheita de madeira do sistema de árvores inteiras (full tree), a novidade também aumenta a produtividade e diminui os custos dessa operação, especialmente em áreas pequenas. Foram dois anos entre a concepção da ideia e o produto final

Até então, a companhia realizava a colheita florestal em pequenas áreas somente pelo sistema CTL (“cut-to-length“), formato que assegura eficiência operacional em áreas maiores e demanda a utilização de duas máquinas (Harvester e Forwarder) – cada uma responsável por uma etapa da operação. Esse processo requer maior o investimento de empresas e do pequeno produtor rural, além de elevar a emissão de CO2.

 

Por ter um design diferenciado, a Harbunk otimiza o processo, já que ela consegue, por si só, fazer a extração e o processamento da madeira, reduzindo consideravelmente os custos da operação, enquanto oferece uma colheita mais eficiente e sustentável. Um dos principais ganhos é a redução do tempo perdido com o transporte das máquinas. Como se trata de apenas uma máquina, ela fica mais tempo em cada floresta do que o conjunto de “cut-to-length” ou full tree, diminuindo o tempo de deslocamento entre as áreas de colheita e, consequentemente, aumentando a disponibilidade da máquina para a operação.

Para além dos benefícios no processo da colheita, o equipamento reduz o risco de acidentes florestais, pois consegue realizar a colheita em praticamente todos os tipos de áreas, incluindo as com topografia ondulada, fortalecendo a segurança da operação. Além disso, a tecnologia da Harbunk segue as tendências mais moderna do setor florestal, que conta com máquinas tecnológicas, seguras e confortáveis.

“A máquina Harbunk demonstra mais uma vez o pioneirismo da Klabin de promover a inovação em todas as suas áreas de atuação como um direcionador importante para a evolução dos negócios. O desenvolvimento da máquina é uma iniciativa voltada à excelência operacional na colheita florestal que proporciona melhorias ambientais e sociais para seus colaboradores e comunidade, reforçando o reconhecimento da companhia como uma empresa cidadã e inovadora”, afirma José Totti, diretor Florestal da Klabin.

Fruto da dedicação e sinergia entre as áreas de negócios florestais e parceiros internacionais, a Harbunk faz parte do portfólio da área de Projetos e Desenvolvimento Florestal da empresa. “Na área de Projetos e Desenvolvimento Florestal, implementamos metodologias para administrar um portfólio estratégico e ágil, garantindo a execução de nossas inovações. Buscamos suportar o crescimento estratégico da Klabin garantindo a implementação dos projetos de inovação na colheita, silvicultura e logística florestal. Nosso compromisso é trazer projetos alinhados com a Agenda 2030 da empresa, que promovam o desenvolvimento sustentável, ao mesmo tempo que aumentam a eficiência operacional”, conclui o executivo.

Fonte
Klabin
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo