Celulose Notícias Sustentabilidade

Fibria anuncia interesse em investir em biocombustível

biocombustiveis-limpos

Na última terça-feira, dia 15, Marcelo Castelli, presidente da Fibria, afirmou em entrevista publicada no último dia 29, no Jornal A Tribuna, que a companhia tem novos planos. Um deles seria investir em uma fábrica de biocombustível em Aracruz (ES). “A ideia é que resíduos de madeira sejam utilizados como insumos principais na produção do chamado bio-óleo”, afirmou ao jornal.

O projeto faz parte de uma joint venture com a Ensyn: “Estamos estudando com o governo e parceiros, tentando desenvolver soluções e buscando formas para ter maior conteúdo nacional. Gostaríamos que fosse produzido no Espírito Santo”, disse Castelli. A previsão é que, se viável, a planta entre em operação em 2017.

O executivo citou, ainda, o projeto da fábrica no Mato Grosso do Sul, que irá mais que dobrar a capacidade existente. E a retomada da base florestal no Espírito Santo, em Minas Gerais e na Bahia. Esta última, onde há vislumbramento para uma quarta fábrica, para a qual seriam necessários “100 mil campos de futebol”, como afirma Castelli.

sif.org.br

selo_ok