fbpx
NotíciasTissue no Mundo

Com novo lockdown, Andrex fabrica 3,5 milhões de papéis higiênicos por dia

No Reino Unido, o principal desafio é fazer com que o produto chegue às prateleiras no mesmo ritmo em que os consumidores estão comprando

A Kimberly-Clark tem milhões de rolos de papel higiênico em estoque no Reino Unido. Enquanto a Inglaterra se junta a outras nações europeias para endurecer as restrições de um novo lockdown, as gigantes dos produtos de consumo estão mais preparadas para a segunda parte do confinamento.

No Reino Unido, a Andrex da Kimberly-Clark – Cottonelle nos EUA – é a marca mais popular de papel higiênico. Os níveis de fabricação no momento estão chegando a 3,5 milhões de unidades por dia. Como na primavera, o problema neste inverno não é necessariamente ficar sem o produto, mas fazer com que ele chegue às prateleiras no mesmo ritmo em que os consumidores estão comprando.

“Se nossos consumidores querem produtos, estamos tentando atendê-los”, diz Ori Ben Shai, responsável pelas operações da empresa no Reino Unido. “Esperamos que, ao fazer isso, os consumidores acabem comprando de forma mais responsável e sensata e não estoquem mais do que o necessário. Considerando que, se houver uma sensação de escassez, eles podem ter um maior senso de urgência”, completa.

No entanto, como a incerteza sobre por quanto tempo a pandemia do coronavírus obriga as pessoas a ficarem em casa (o que, inerentemente, aumenta o consumo) ou força os países a imporem bloqueios nas atividades, a oferta e a demanda permanecerão em fluxo.

Nesse sentido, Shai explicou à BBC quais medidas a Kimberly-Clark está tomando para evitar que os suprimentos acabem conforme as pessoas estocam.

Shai: Estamos trabalhando muito, muito estreitamente com os varejistas. O maior desafio é levar o produto rápido o suficiente ao longo da cadeia até a prateleira. Não é realmente sobre ter produto suficiente. Então, o que ajudaria é ter mais estoque nas diferentes etapas da cadeia de abastecimento, nas próprias lojas ou nos centros de distribuição do varejista, e conosco também. Assim, é preciso ter a capacidade certa para enviá-lo pela cadeia com rapidez suficiente para que fique o mais disponível possível em todos os estágios.

BBC: Vocês estão preocupados que, se as pessoas estocarem agora e tiverem o suficiente para os próximos meses, não irão comprar no próximo período? Então, como isso afeta seu fluxo de caixa? Como vocês planejam isso, e como serão os gastos futuros?

Shai: O consumo real não está realmente subindo, ou está subindo de forma limitada. Fundamentalmente, há muita estocagem acontecendo. Há muita volatilidade. Você não sabe, por exemplo, quanto tempo isso vai durar. Você não sabe quantas ondas mais como essa aconteceriam. Provavelmente, será um ciclo no qual ainda estaremos. Muito, muito difícil de prever. Sabemos que será um desafio e, provavelmente, estamos modelando e mudando nossas premissas com muito mais frequência nos últimos meses do que costumamos fazer.

BBC: Vocês estão vendo as vendas como durante o primeiro bloqueio? As pessoas estão estocando mais do que estariam nesta época do ano?

Shai: Sim, há um pico. Não é a extensão que vimos pela primeira vez durante março e abril. Mas sim, é bastante significativo. Eu diria que parece que as pessoas estão um pouco menos estressadas do que antes. Elas, obviamente, passaram pela experiência e viram que o produto eventualmente estará disponível. Mas, sim, estamos vendo o comportamento de estocar até certo ponto.

Fonte
Market Place
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.