CeluloseNotícias

Celulose impulsiona exportações do Mato Grosso do Sul

A celulose foi o segundo produto mais exportado nos sete primeiros meses do ano, somando US$ 855.600 e 2.401.122 toneladas

Com um saldo de US$ 2,8 milhões, as exportações de janeiro a julho no Mato Grosso do Sul tiveram um resultado 16,5% superior ao mesmo período de 2020, somando US$ 4,2 milhões. As importações, por sua vez, acumulam US$ 1,3 milhão.

Os dados são da Carta de Conjuntura, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), e mostram que a celulose foi o segundo produto mais exportado no intervalo, com 20,21% de participação. As vendas externas da matéria-prima somaram US$ 855.600 e 2.401.122 toneladas.

Apesar de expressivas, as quantidades tiveram queda na comparação anual, em termos de valor de volume, principalmente em virtude da queda no preço. De janeiro a julho de 2020, foram US$ 1.027.126 (-16,7%) e 2.698.288 toneladas (-11,01%).

O mercado chinês se manteve como principal parceiro internacional do estado, sendo responsável por 50,5% de todas as embarcações. Só em 2021, a China elevou em 15,5% as importações, seguido pelos Estados Unidos, que aumentaram 36% nas compras.

O principal município exportador em jan-jul de 2021 foi Três Lagoas, com cerca de 36,2% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo nas exportações na indústria de Papel e Celulose.

Fonte
SemagroCampo Grande News
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo