fbpx


Banner Incape Portal Tissue Online
Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online


Celulose Notícias

10 mil novos empregos até 2017 em nova fábrica de celulose no MS

Profissionais serão formados pelo Sesi, Senai e Senar.

Ribas do Rio Pardo. (Foto: Hemerson Ceruti)

Ribas do Rio Pardo (Foto: Hemerson Ceruti)

A terceira fábrica de celulose deverá ser inaugurada em 2017 e serão necessários mais de 10 mil trabalhadores diretos, que serão formados pelo Sesi, Senai e Senar. Luciano Coutinho informou que o BNDES irá analisar a carta consulta da empresa CRPE Holding para receber investimento da instituição para a implantação da fábrica de celulose. “Os maiores investimentos do BNDES no Estado estão ligados à fabricação de celulose pela Eldorado Brasil, que recebeu R$ 3,5 bilhões para a implantação de sua planta em Três Lagoas, e à construção da fábrica de fertilizantes nitrogenados pela Petrobras, também em Três Lagoas, que pegou R$ 2,2 bilhões”, informou Coutinho.

A fábrica a ser instalada no município de Ribas de Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, receberá investimento de mais de R$ 1,3 bilhão. Os recursos foram garantidos durante encontro na quarta-feira (12) entre o governador André Puccinelli (PMDB), o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e representantes da CRP Holding e o presidente da Federação de Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen, que garantiu apoio do Sesi e Senai.

Para Longen, a parceria entre a iniciativa privada e poder público contribui para a produção da celulose. “Essa parceria entre iniciativa privada e poder público está contribuindo para transformar em riquezas tudo aquilo que produzimos, como é o caso do eucalipto, a matéria-prima para a produção da celulose”, avaliou o presidente da Fiems.

O presidente do BNDES destacou ainda que a prioridade da presidente Dilma Rousseff é aperfeiçoar o sistema logístico brasileiro, principalmente, na questão das ferrovias, desenvolvendo a base do agronegócio e da indústria. “O BNDES tem ampliado o desembolso para Mato Grosso do Sul e, em quatro anos, foram quase R$ 12 bilhões investidos”, detalhou.

André Puccinelli destacou que as informações técnicas apresentadas na reunião detalharam o terceiro projeto de celulose em Mato Grosso do Sul. “É uma fábrica que não iniciará a produção no meu governo, mas o importante é que Mato Grosso do Sul diversificou sua economia. A chegada dessa nova indústria demonstra que aqui no Estado trabalhamos a quatro, seis e até a dez mãos para o desenvolvimento econômico sul-mato-grossense”, afirmou o chefe do Executivo estadual.

capitalnews