NotíciasPapel Marrom

WestRock triplica investimentos em ações de inclusão e diversidade

A empresa assumiu a meta de ampliar a representatividade de mulheres, pretos (as) e pardos (as), pessoas com deficiência e LGBTQIA+ em todos os níveis hierárquicos

Engajada desde 2015 com o tema diversidade e inclusão, a WestRock, fabricante de soluções em papel e embalagens de papelão ondulado, assumiu, entre seus compromissos de sustentabilidade até 2030, a meta de ampliar a representatividade de mulheres, pretos (as) e pardos (as), pessoas com deficiência e LGBTQIA+ em todos os níveis hierárquicos da companhia. O incremento em investimentos da empresa para o assunto mais do que triplicou no último ano.

Para alcançar este objetivo, usou como estratégia trazer as discussões e metas para o nível de decisões, de modo a engajar a alta liderança na condução dos grupos de trabalho que buscam colaborar para atrair mais talentos diversos por meio da contratação intencional, assegurar um local de trabalho mais inclusivo com respeito às diversidades, entre outras atividades.

“Quando envolvemos a alta liderança em atividades e decisões que teoricamente são atribuídas somente à área de Recursos Humanos, potencializamos o senso de pertencimento e a mentalidade de responsabilidade compartilhada, além de entendermos ser um fator que acelera os resultados que queremos alcançar. É, sobretudo, liderar pelo exemplo”, explica Heloísa Lopes, diretora de recursos humanos, saúde e segurança da WestRock.

O mote da empresa para promover um ambiente cada vez mais inclusivo para seus mais de 2 mil colaboradores no Brasil é “Respeito é bom e a gente Gosta”. Sob esse conceito, a empresa promove eventos como lives e bate-papos periódicos com diferentes abordagens em torno da pauta, entre elas, algumas realizadas em parceria com entidades e especialistas.

No ano passado, a WestRock também se tornou signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs), plataforma da ONU Mulheres e do Pacto Global da ONU, com o intuito de desenvolver programas e ações que promovam a equidade de gênero no ambiente de trabalho. Também assumiu meta de, até 2030, atingir o número de 50% de homens e 50% de mulheres na empresa, em um segmento que ainda possui um percentual de homens significativamente maior do que mulheres.

RESULTADOS

Em seu programa de estágio 2021, cerca de 65% das vagas foram ocupadas por mulheres e 45% por pretos(as) e pardos(as). De 2018 para 2019, a fabricante praticamente dobrou o número de mulheres na operação fabril. A participação feminina nos cargos de liderança aumentou em 21% e, em 2020, contratou a primeira mulher para atuar na operação florestal.

Na fábrica de papel em Três Barras (SC), a WestRock está melhorando a infraestrutura para atender ao crescente número de mulheres – hoje, já são 80 funcionárias. Na fábrica de embalagens de papelão ondulado de Pacajus (CE), a empresa também iniciou a sua primeira linha de produção 100% operada por mulheres.

METODOLOGIA

Neste ano, a WestRock iniciou a implementação da reconhecida metodologia dos Indicadores Ethos para desenvolvimento sustentável, a fim de avaliar a maturidade organizacional no tema e estabelecer planos de ações coerentes com a realidade de cada diversidade. A ferramenta deve impulsionar e ajudar na priorização de iniciativas com maior impacto estrutural.

As ações da companhia no Brasil acompanham as metas globais da empresa que obteve as notas máximas do Índice de Igualdade Corporativa 2021 da Human Rights Campaign (HRC) – a pesquisa de intenções sobre o tema mais importante dos Estados Unidos e o relatório que mensura as políticas e práticas corporativas ligadas à igualdade LGBTQIA+ no ambiente de trabalho.

Fonte
WestRock
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo