NotíciasTissue no Mundo

P&G quer zerar emissões de gases de efeito estufa até 2040

A nova ambição da companhia sobre as mudanças climáticas passa pelas operações e cadeia de suprimentos, da matéria-prima ao varejista

A Procter & Gamble está anunciando um plano abrangente para acelerar as ações relacionadas às mudanças climáticas. A empresa também definiu uma nova ambição de atingir emissões líquidas zero de gases de efeito estufa em suas operações e cadeia de suprimentos, da matéria-prima ao varejista, até 2040, bem como metas provisórias para 2030 para fazer um progresso significativo nesta década.

A crise climática afeta todo o mundo. A maioria dos consumidores agora quer marcas que comprem para ajudá-los a viver um estilo de vida ambientalmente mais consciente, e a ciência mais recente deixou claro que ações urgentes e decisivas devem ser tomadas para evitar os piores impactos das mudanças climáticas.

“Estamos totalmente comprometidos em usar a inovação e engenhosidade da P&G para habilitar novas soluções para lidar com as mudanças climáticas”, disse David S. Taylor, chairman, presidente e CEO da P&G. “A tarefa que temos pela frente é urgente, difícil e muito maior do que qualquer empresa ou país. A P&G está enfrentando esses desafios de frente, reduzindo nossa pegada e alavancando nossa escala para promover uma colaboração sem precedentes em nossa cadeia de valor”.

As ações da P&G sobre o clima começaram há mais de uma década, mas agora são mais ambiciosas. O novo plano priorizará o corte da maioria de suas emissões nas operações e cadeia de suprimentos. Para emissões residuais nessas categorias que não podem ser eliminadas, são usadas soluções naturais ou técnicas que removem e armazenam carbono.

As metas de 2030 para acompanhar o progresso em direção a emissões líquidas zero foram submetidas à iniciativa The Science Based Targets (SBTi):

  • Redução das emissões nas operações em 50%;
  • Redução das emissões na cadeia de suprimentos em 40%.

Além de se juntar às campanhas Race to Zero e Business Ambition for 1.5º C da ONU, a P&G também compartilhou seu novo Plano de Ação para as Mudanças Climáticas, que descreve uma abordagem abrangente para compreender a aceleração da ação climática e os principais desafios à frente.

“Embora ninguém tenha todas as respostas sobre como trazer um futuro líquido zero em foco, não vamos deixar a incerteza nos deter”, disse Virginie Helias, diretora de sustentabilidade da P&G. “Para atingir esses objetivos, vamos alavancar as soluções existentes e buscar novas transformadoras que não estão disponíveis no mercado hoje. Isso exigirá parceria nos setores público, privado e sem fins lucrativos e envolverá todos os aspectos de nosso negócio, desde o início do ciclo de vida de nossos produtos até o fim”.

Saiba detalhes sobre a iniciativa no site da P&G.

Fonte
Procter & Gamble
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo