NotíciasTissue no Mundo

Navigator inaugura sua maior central solar fotovoltaica

Localizada no complexo industrial da Figueira da Foz, a nova central evitará a emissão de 1.296 toneladas de CO2 por ano

A portuguesa The Navigator Company inaugurou oficialmente sua maior central solar fotovoltaica, que já está funcionamento desde janeiro no complexo industrial da Figueira da Foz. De acordo com a companhia, a nova central solar evitará a emissão de 1.296 toneladas de CO2 (dióxido de carbono) por ano.

A conclusão do empreendimento contribui para o cumprimento da estratégia de descarbonização da companhia. “Ao ser a primeira empresa portuguesa – e, também, uma das primeiras a nível mundial – a assumir o compromisso de antecipar, em 15 anos, a sua neutralidade carbônica, a The Navigator Company terá, até 2035, todos os seus complexos industriais neutros em emissões de carbono, investindo para o cumprimento dessa missão um total de 154 milhões de euros, dos quais 55 milhões de euros, cerca de 35%, já foram efetuados em 2019 e 2020”, afirmou a Navigator, em comunicado.

A nova central fotovoltaica da Figueira da Foz é o quarto projeto da Navigator na área de energia solar, “tendo a empresa investido, globalmente, mais de 4,7 milhões de euros na instalação de 17.200 painéis solares fotovoltaicos, com uma área aproximada de 28.500 m²”, segundo a nota.

A nova central da Figueira da Foz tem uma capacidade instalada de aproximadamente 2,6 MW e é composta por 7.700 painéis solares. Com isso, passa a ser a maior central do grupo, “ultrapassando a capacidade da que se encontra instalada no complexo industrial de Setúbal (2,2 MW)”.

Ela vem para aumentar a capacidade de produção de energia elétrica renovável com emissões nulas de CO2 da Navigator, e além de evitar a emissão de CO2, contribui para a redução do volume de aquisição de energia à rede elétrica.

 

Instalada na cobertura da área fabril do papel do complexo industrial da Figueira da Foz, ocupa uma superfície de aproximadamente 13.500 m² e tem uma produção anual de energia estimada de 3.500 MWh, o que equivale ao consumo de 1.327 carros elétricos percorrendo 20 mil quilômetros em um ano, conforme a empresa.

A The Navigator Company produz, anualmente, cerca de 2,5 TWh de energia elétrica, mais de 60% a partir de biomassa, sendo responsável em média por cerca de 4% da produção nacional de energia elétrica e de 52% da energia elétrica produzida a partir de biomassa em Portugal. Atualmente, dispõe de quatro centrais fotovoltaicas em regime de autoconsumo – em Setúbal, na cobertura de uma das máquinas de papel, em Pegões, na Herdade de Espirra, em Aveiro, no Raiz – Instituto de Investigação da Floresta e, agora, no complexo industrial da Figueira da Foz – “o que lhe permitirá atingir, no final deste ano, cerca de 5 MW de capacidade instalada, a partir da energia solar”.

Fonte
O Jornal Económico
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo