NotíciasPersonal Care

Kimberly-Clark anuncia parceria para reduzir o uso de plásticos

A estratégia é parte das ambições de sustentabilidade recentemente anunciadas pela empresa para 2030

Em busca de atingir sua meta global reduzir o uso de plástico virgem à base de combustíveis fósseis em 50% até 2030, a Kimberly-Clark anunciou uma parceria com a empresa de biotecnologia RWDC Industries para utilizar materiais mais renováveis e que possam promover soluções regeneráveis após o uso.

A parceria reúne a profunda experiência da Kimberly-Clark em tecnologias de non-woven e desenvolvimento de resina com as soluções de biopolímero inovadoras e econômicas da RDWC. A parceria fornecerá à Kimberly-Clark o material fonte de poli-hidroxialcanoatos (PHA) da RWDC, SolonTM, para desenvolver produtos adicionais degradáveis no mar.

“Vimos a crescente demanda de consumidores e governos por empresas para fornecer soluções mais sustentáveis ​​para plásticos de uso único”, disse Liz Metz, vice-presidente de negócios globais de non-woven da Kimberly-Clark. “A solução para esses desafios exigirá inovação revolucionária, bem como colaboração com parceiros líderes do setor, como a RWDC, para ajudar a acelerar o lançamento desses novos materiais no mercado”.

Esta nova fonte de material para os produtos de cuidados pessoais da Kimberly-Clark é uma das estratégias que a empresa está desenvolvendo como parte de suas ambições de sustentabilidade recentemente anunciadas para 2030.

A empresa está trabalhando para lançar produtos com essa inovação nos próximos cinco anos, com foco inicial em categorias de produtos que atendam à demanda global por produtos mais sustentáveis.

“Estamos entusiasmados com a parceria com a Kimberly-Clark e desempenhando um papel importante no desenvolvimento futuro de seus produtos essenciais”, comentou Daniel Carraway, co-fundador e diretor executivo da RWDC. “Esta parceria mostra como os líderes da indústria podem alavancar a agilidade das tecnologias emergentes para entregar mudanças reais. Juntos, estamos demonstrando que podemos alterar a trajetória de crescimento alarmante dos resíduos de plástico, mantendo a qualidade e permitindo que as metas ambientais sejam cumpridas”.

A RWDC, com sede em Atenas, Geórgia e Cingapura, combina um profundo conhecimento em propriedades e aplicações de PHA com o know-how de engenharia para alcançar escala industrial econômica.

A RWDC usa óleos vegetais para produzir seu PHA patenteado, que pode ser decomposto em instalações de compostagem doméstica e industrial. Caso os produtos ou embalagens feitos com PHA sejam descartados em ambiente natural, eles se biodegradam no solo, na água doce e em ambientes marinhos, evitando que plásticos que possuem longo tempo de decomposição se acumulem no meio ambiente.

“A Kimberly-Clark tem como objetivo ser líder na promoção de soluções inovadoras que tratam da poluição por plástico”, acrescentou Metz. “Ao combinar a inovação revolucionária com a educação do consumidor sobre o número crescente de opções de reciclagem orgânica, também oferecemos uma maneira para a Kimberly-Clark e seus consumidores resolverem juntos o problema dos plásticos no meio ambiente”.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo