CeluloseNotícias

Celulose e papel representam 45% das exportações no MS

A receita do segmento no período avaliado foi de US$ 1,68 bilhão, sendo a maior parte obtida com a venda de celulose

Em 2020, a indústria de Mato Grosso do Sul alcançou recorde de exportações, com uma alta de 5,8%. O crescimento foi de US$ 3,58 bilhões em 2019 para US$ 3,79 bilhões no ano passado. Os dados foram divulgados na segunda-feira, 25, pelo Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias do estado de Mato Grosso do Sul).

O setor industrial correspondeu a 65% das exportações do estado no ano, com destaque para o grupo de celulose e papel, que teve 45% das vendas externas, mantendo-se como o maior exportador do MS.

 

A receita do segmento no período avaliado foi de US$ 1,68 bilhão, o que demonstra uma queda de 15% em relação ao período de janeiro a dezembro de 2019. O montante foi obtido quase que na totalidade com a venda da celulose (US$ 1,66 bilhão).

Os principais compradores foram: China, com US$ 1 bilhão; Estados Unidos, com US$ 188,85 milhões; Itália, com US$ 112,18 milhões; Holanda, com US$ 60,86 milhões; Coreia do Sul, com US$ 56,99 milhões; Reino Unido, com US$ 42,51 milhões; e Emirados Árabes Unidos, com US$ 28,59 milhões.

Fonte
Mídia MaxA crítica
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo