CeluloseNotícias

Cade aprova acordo entre Klabin e Timber para exploração de florestas em SC

Os recursos angariados na SPE serão usados para aquisições e arrendamentos de cerca de 19,5 mil hectares de áreas florestais

Aparceria da Klabin com a Timber XXI para a constituição de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) foi aprovada, sem restrições, pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Em janeiro, a Klabin enviou comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), informando sobre o acordo, que visa à exploração da atividade florestal no estado de Santa Catarina.

A contribuição da companhia para a constituição do patrimônio da SPE ocorrerá por meio do aporte de aproximadamente 9,7 mil hectares de florestas plantadas. Já a Timber colaborará com o montante de até R$ 500 milhões em caixa, parte no fechamento da operação e o restante, em até três anos.

 

Os recursos angariados na SPE serão usados para aquisições e arrendamentos de cerca de 19,5 mil hectares de áreas florestais de plantio efetivo, bem como o financiamento do plantio, especialmente de Pinus.

“Como justificativa para realização do negócio, as requerentes indicaram que, para a Klabin, a operação tem como objetivo assegurar, no longo prazo, o abastecimento de madeira para suas fábricas de celulose e papel, localizadas no estado de Santa Catarina, cuja expectativa é de aumento de demanda nos próximos anos. Já para a Timber XXI, a operação representa uma boa oportunidade para ampliar seu portfólio de investimentos no ramo de ativos florestais, em uma região com crescente demanda de madeira proveniente de florestas plantadas”, afirma o parecer da operação.

Fonte
Isto É, Estadão
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo