fbpx

Banner Animado Adritz no Portal Tissue Online

Coronavírus Notícias Tissue no Mundo

Busca crescente por papel higiênico acelera vendas da Renova

Como a empresa, sediada em Torres Novas, tem grande parte da produção direcionada para exportação, os efeitos nas vendas internacionais também estão sendo sentidos

Nos últimos dias, varejistas admitiram uma busca crescente dos consumidores à procura de alguns produtos específicos, como enlatados, conservas, leite e papel higiênico, uma consequência do pânico provocado pela pandemia do coronavírus. E se é sentida a falta de papel higiênico no varejo, é natural que quem o produz alavanque as suas vendas, como está acontecendo com a Renova. “A nível nacional, constatamos um reforço de vendas”, afirmou uma fonte oficial da Renova ao Hipersuper.

Mas, como a empresa, sediada em Torres Novas, tem grande parte da produção direcionada para exportação, os efeitos nas vendas internacionais também estão sendo sentidos. “Verificamos um aumento significativo de encomendas dos clientes, bem como um crescimento de vendas online”, esclarece a mesma fonte. Um dos grandes mercados de exportação da Renova é a Espanha, que decretou, no sábado, 14, estado de emergência.

A empresa assegura, no entanto, que até à data não tem sentido dificuldades logísticas. “Nesse momento, estamos conseguindo responder a todas as solicitações”, garante.

Na quinta-feira, 12, João Torres, secretário de estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, garantiu que, até ao momento, a reposição dos produtos está assegurada. “Temos verificado uma procura inusitada de produtos nos supermercados, mas as empresas asseguram que têm todas as condições para repor os produtos”, declarou, após a primeira reunião do Grupo de Trabalho para Acompanhamento e Avaliação das Condições de Abastecimento de Bens nos Setores Agroalimentar e do Retalho.

PLANO DE CONTINGÊNCIA

A Renova está cumprindo à risca o seu rigoroso plano de contingência, no âmbito das medidas de prevenção e combate à propagação da Covid-19, com o objetivo de “proteger as pessoas e manter as fábricas funcionando”.

“Temos de fato sentido o aumento da procura em Portugal, mas também nos mercados externos e no nosso e-commerce nos últimos dias, mas estamos respondendo a isso e não haverá problemas”, informou uma fonte oficial da Renova.

Nos últimos dias, em vários países europeus afetados pelo aumento do número de infetados pelo novo coronavírus, incluindo Portugal, vários relatos na mídia e nas redes sociais têm sinalizado que os consumidores estão esgotando, das prateleiras de supermercados, vários bens essenciais, como o papel higiênico.

LEIA TAMBÉM: