CeluloseNotícias

“A aquisição da Eldorado é a porta de entrada do grupo no Brasil”, diz executivo da Paper Excellence

O diretor de Relações Institucionais da PE falou sobre a conquista do controle da Eldorado e os próximos planos do grupo para a companhia

Recentemente, o grupo indonésio Paper Excellence saiu vitorioso em decisão arbitral que lhe garantiu o controle de 100% da Eldorado Brasil, em Três Lagoas (MS).

A Paper Excellence pertence à família Wijaya, uma das mais ricas da Indonésia, que possui fábricas no Canadá, na França e agora no Brasil. Em 2017, decidiu comprar, pelo valor de R$ 15 bilhões, a fábrica de celulose sul-mato-grossense, que pertencia à J&F, dos irmãos Batista.

Porém, o não cumprimento do contrato levou a uma longa disputa judicial e o imbróglio entre os acionistas também atrapalhou o projeto de construção da segunda linha de celulose da companhia, orçado em cerca de R$ 10 bilhões. Agora que a disputa chegou ao fim, a Paper Excellence terá 100% do controle da Eldorado.

O diretor de Relações Institucionais da PE, Guilherme Cunha Costa, falou com exclusividade ao Jornal do Povo sobre essa conquista e os próximos planos do grupo para a companhia. Confira:

Quando a Paper Excellence vai assumir o controle de 100% da Eldorado? Qual é o prazo?

Guilherme: A decisão arbitral não definiu uma data. Temos que concluir junto com a J&F, Eldorado e credores os últimos passos para finalizar a aquisição. Isso não deve demorar muito. O que é importante comentar é que a Paper Excellence já depositou em uma conta todo o dinheiro para pagar as dívidas e o restante do preço das ações.

Após assumir a fábrica, a empresa pretende dar sequência no projeto de ampliação da indústria? Tem previsão para isso e qual o valor do investimento? A empresa já tem o recurso em caixa?

Guilherme: O conhecido projeto Vanguarda 2.0, que é a expansão da capacidade produtiva da Eldorado através da construção de uma segunda linha, sempre esteve nos planos da Paper Excellence. Infelizmente, o litígio entre os acionistas atrasou esse projeto.

Após assumirmos a Eldorado, vamos reavaliar as florestas para ver quanto é necessário plantar para suportar uma expansão da capacidade e rever o mercado de celulose pós-Covid. Continuamos com o objetivo de investir no Brasil.

 

Qual é o valor que a Paper vai ter que desembolsar para a finalização da compra da Eldorado?

Guilherme: Os cálculos ainda vão ser concluídos, mas a Paper vai liquidar dívidas de aproximadamente R$ 1,7 bilhão junto ao BNDES e outros credores, e pagar o restante das ações, cujo valor é de aproximadamente R$ 4,4 bilhões.

A Paper pretende implantar alguma mudança na fábrica assim que assumir? E quais seriam as mudanças?

Guilherme: Não. Fica tudo como está.

A Paper tem outros projetos no Brasil? Pretende continuar investindo no Brasil?

Guilherme: Estamos sempre abertos a novas oportunidades de negócios, mas no médio prazo nossos olhos estão virados para Três Lagoas.

O que significa a aquisição da Eldorado para a empresa?

Guilherme: A aquisição da Eldorado é a porta de entrada do grupo no Brasil que é bastante competitivo nesse setor. Desde sua fundação, a Paper Excellence tem crescido com aquisições estratégicas em várias regiões e o Brasil sempre esteve nos planos do grupo. Finalmente vamos poder concretizar isso.

Quais são os demais negócios da empresa e onde são?

Guilherme: A Paper Excellence vem se consolidando como uma das principais fabricantes de papel e celulose do mundo. Produzimos 5,3 milhões de toneladas de papel e celulose e fornecemos nossos produtos para os cinco continentes do planeta. Temos fábricas em três países – Canadá, França e Brasil – e 7.600 mil colaboradores atuando em oito instalações ao redor do mundo.

Qual é a mensagem da PE para os colaboradores, fornecedores e parceiros para esse momento de transição?

Guilherme: Esse é o nosso primeiro investimento no Brasil. Temos um time muito pequeno na Paper Excellence no país. Vamos precisar da colaboração de todos os funcionários para essa nova fase da empresa. Estamos extremamente felizes de poder assumir a Eldorado e poder atuar com um time que contribuiu para o crescimento e reconhecimento da unidade de Três Lagoas como uma das mais modernas do mundo.

Fonte
Jornal do PovoJP News
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo