NotíciasTissue no MundoVoith

Voith é classificada entre as três primeiras empresas em sustentabilidade pela agência ISS ESG

A agência avaliou o desempenho de sustentabilidade da Voith em relação a outras 167 empresas de engenharia industrial e mecânica

A Voith recebeu, pela primeira vez em sua história, a avaliação B da agência de classificação independente ISS ESG, garantindo um lugar entre as três melhores empresas do mundo no setor de engenharia industrial e mecânica. As outras duas empresas classificadas foram o Grupo SKF e a Johnson Controls. Esta foi a primeira vez desde 2016 que a classificação da Voith subiu de C+ para B-.

A agência de classificação ISS ESG avaliou o desempenho de sustentabilidade da Voith em relação a outras 167 empresas de engenharia industrial e mecânica. “Esta classificação é uma confirmação do nosso desempenho superior na área de sustentabilidade – e fruto do extraordinário trabalho dos nossos colaboradores no mundo inteiro. Também é uma prova da liderança em sustentabilidade da Voith nos mercados em que atuamos”, afirma Markus Schönberger, gerente de sustentabilidade do Grupo Voith.

A classificação em sustentabilidade também vem ganhando importância para a concessão de crédito junto a bancos. “Este resultado nos permite reduzir ainda mais os nossos custos de financiamento, já que os mercados financeiros estão cada vez mais à procura de empresas sustentáveis”, explica Michael Hannig, vice-presidente sênior de finanças corporativas e tesoureiro do Grupo Voith.

Em comparação com o ano passado, a Voith teve um melhor desempenho em 20 indicadores, incluindo os indicadores de projeto e desenvolvimento de produtos, diversidade e inclusão, bem como metas e planos de ação para a redução das emissões de gases de efeito estufa. Além desses indicadores, a empresa manteve a classificação do ano passado em outros 53 quesitos e teve um pior desempenho em cinco critérios.

A avaliação externa da ISS ESG é principalmente baseada no Relatório de Sustentabilidade da Voith, que a empresa publica anualmente desde 2011 para demonstrar o valor mensurável que as práticas de sustentabilidade geram para a sociedade, o meio ambiente e a própria empresa. A avaliação também considera informações de fontes externas, como organizações não governamentais (ONGs), a mídia e instituições científicas.

Fonte
Voith
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo