NotíciasTissue no Brasil

Vendas em supermercados paulistas caem mais de 9%

O faturamento real das lojas teve queda de 10,30% no acumulado do ano

Os supermercados paulistas viram suas vendas encolherem em 9,55% no período de 12 meses finalizado em novembro de 2021.

De acordo com o Índice de Vendas dos Supermercados (IVS), apurado pela Associação Paulista de Supermercados (Apas), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), no conceito “mesmas lojas”, que inclui apenas estabelecimentos que já estavam abertos há um ano, o faturamento real dos supermercados no estado de São Paulo diminuiu 10,54% em novembro e 10,30% no acumulado do ano. O número já é dessazonalizado e deflacionado.

Em outubro, o indicador registrado foi de 8,25%, refletindo principalmente a mudança nos hábitos dos consumidores e o longo período de fechamento de bares, restaurantes e do comércio não essencial durante a pandemia.

PODER DE COMPRA

Conforme a Apas, o resultado pode ser explicado pela influência da inflação no poder de compra das famílias e a diminuição no ritmo do consumo. Houve, ainda, o impacto do nível de desemprego no montante de recursos financeiros disponíveis na economia.

No último dado divulgado pelo IBGE, um dos indicativos apontados foi a diminuição do volume vendido no setor supermercadista. Por outro lado, a mais recente projeção do Banco Central (BC) sugere que as famílias ainda estão dispostas a consumir. O aumento de 2,4% na obtenção de crédito e a permanência do nível de inadimplência em 2,3%, registrados em novembro, indicam um contexto de confiança em relação às vendas.

Fonte
EstadãoMercado e consumo
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo