CeluloseNotíciasValmet

Valmet fornecerá tecnologia para fábrica de fibras têxteis da joint venture Spinnova-Suzano, na Finlândia

A instalação, que produzirá a fibra SPINNOVA®, é o primeiro passo do projeto de expansão da produção para um milhão de toneladas anuais nos próximos dez anos

A Valmet, líder mundial no desenvolvimento e fornecimento de tecnologias, automação e serviços para os setores de celulose, papel e energia, será a fornecedora do sistema de secagem para a fábrica de fibra têxtil da joint venture Spinnova-Suzano em Jyväskylä, na Finlândia. A instalação, que produzirá a fibra SPINNOVA®, é o primeiro passo do projeto de expansão da produção para um milhão de toneladas anuais nos próximos dez anos. A capacidade produtiva da Spinnova pode ser de 50 mil toneladas de fibra têxtil em 2024.

Recentemente, a joint venture anunciou um investimento de 22 milhões de euros para a construção da primeira unidade de produção da fibra em escala comercial na Finlândia. A SPINNOVA® é uma fibra têxtil natural sustentável, produzida a partir de celulose ou de fluxos de resíduos sem envolver quaisquer produtos químicos prejudiciais, com uso mínimo de água e emissões e zero desperdício. A construção da fábrica já foi iniciada e está prevista para ser concluída no final de 2022.

No acordo entre as duas empresas, a Spinnova é a fornecedora exclusiva da tecnologia, enquanto a Suzano garante o fornecimento da matéria-prima necessária, a celulose microfibrilada (MFC). Para o projeto, a Spinnova procurou um parceiro de tecnologia que pudesse dar suporte global aos seus planos de dimensionamento e escolheu a Valmet para fornecer a tecnologia de secagem para sua primeira linha de produção comercial. A Valmet fornece ao cliente máquinas de secagem com alta tecnologia, que já são utilizadas na fabricação de papel e cartão, e agora estão adaptadas para a produção de fibras têxteis à base de celulose.

“Nós da Valmet queremos apoiar as jornadas de nossos clientes na conversão de recursos renováveis em resultados sustentáveis. É realmente empolgante, pois esta entrega é um excelente exemplo de como podemos criar oportunidades na indústria de fibra”, diz o presidente da linha de negócios de papel da Valmet, Jari Vähäpesola.

O diretor da linha de negócios de Papel para o mercado da América do Sul da Valmet, Rogério Berardi, também destaca o pioneirismo do projeto para a planta finlandesa. “Para nós, é uma honra participar de um projeto tão inovador, reforçando a nossa liderança no desenvolvimento de novas tecnologias, nesse caso, para produção de celulose micro-fibrilada, além de estreitar ainda mais o relacionamento de parceria entre Suzano e Valmet, sempre com foco em tecnologias inovadoras e na conservação do meio ambiente”, relata.

“Criamos uma tecnologia modular que é fácil de dimensionar e configurar em todo o mundo. É por isso que também podemos dimensionar de acordo com o ritmo da demanda, em vez de ter que assumir um grande risco em todas as escalas, como é o caso de processos químicos complexos. A Valmet é uma excelente parceira neste projeto, devido à tecnologia comprovada e longa experiência em processos de escalonamento”, explica o CEO e co-fundador da Spinnova, Janne Poranen.

“A primeira fábrica é uma grande experiência para percebermos a vasta oportunidade global desta inovação. Acreditamos que a tecnologia da Spinnova® será altamente escalonável e apoiamos a ambição de aumentar a produção em nossa joint venture para mais de um milhão de toneladas de volume anual em dez anos”, diz Vinicius Nonino, diretor de Novos Negócios da Suzano.

Fonte
Valmet
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo