Celulose Notícias

Unidade da Suzano em Três Lagoas completou 10 anos com recordes em produção

Durante o período, foram plantados 412 mil de hectares de eucalipto, produção de celulose atinge 15 milhões de toneladas e ações sociais beneficiam cerca de 600 mil pessoas em nove cidades de Mato Grosso do Sul; número de colaboradores dobra desde a inauguração da fábrica.

A Suzano completou 10 anos de operações da Unidade Três Lagoas (MS), no dia 30 de março, com muitos motivos para comemorar. Durante o período, foram produzidas cerca de 15 milhões de toneladas de celulose, o quadro de colaboradores chegou a 6.000 pessoas – o dobro da época da inauguração – e o investimento social se aproxima de R$ 100 milhões, beneficiando cerca de 600 mil pessoas em nove cidades de Mato Grosso do Sul.

O balanço dos 10 anos de atividade da Unidade Três Lagoas revela números que impressionam e reforçam o bom desempenho operacional. Durante o período, foram entregues cerca de 50.000.000 milhões de m³ de madeira, volume que, empilhado, daria para ir e voltar oito vezes até a Lua, ou dar 147 voltas na Terra. Desde 2009, foram plantados 412 mil de hectares de eucaliptos, que equivalem a 2,7 vezes a área da cidade de São Paulo e 3,5 vezes a do Rio de Janeiro.

“Os recordes de produção só foram possíveis graças à qualificação, talento e engajamento de nossa equipe, que se empenha para atingir a excelência almejada pela Suzano, adotando práticas sustentáveis e altos padrões de qualidade e segurança”, explica o gerente-geral Industrial da Suzano em Mato Grosso do Sul, Maurício Miranda.

A comemoração dos 10 anos da Unidade Três Lagoas é uma oportunidade para celebrar os bons resultados obtidos em termos de produção e, principalmente, o fortalecimento do diálogo aberto e transparente com a comunidade e o poder público, bem como no investimento social da empresa.

“No primeiro ano de funcionamento da empresa, em 2009, o investimento social foi da ordem de R$ 327 mil, beneficiando 370 pessoas em dois municípios. Ao longo dos 10 anos, foi possível chegar a aproximadamente R$ 100 milhões investidos, com a ampliação dos projetos para todas as cidades do Estado onde temos operação florestal”, afirma Tomás Balistiero, gerente-geral florestal da Suzano em Mato Grosso do Sul.

Comente com Facebook

Comentários