CeluloseNotícias

Suzano passa a compor o Índice Carbono Eficiente da Bolsa de Valores

O indicador ajuda a fomentar o desenvolvimento sustentável das empresas em busca de uma sociedade mais consciente e com menos emissão de GEE

A Suzano, empresa referência na produção de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, foi selecionada para compor o Índice Carbono Eficiente da Bolsa de Valores brasileira. A lista, vigente até 30 de abril de 2021, conta com 62 ações de 58 companhias listadas na B3, todas pertencentes ao IBrX 100, indicador composto pelos 100 ativos mais negociados do mercado de capitais nacional.

O Índice Carbono Eficiente ajuda a fomentar o desenvolvimento sustentável das empresas em busca de uma sociedade mais consciente e com menos emissão de Gases do Efeito Estufa (GEE). A emissão de GEEs é, inclusive, uma das variáveis analisadas para a composição do ICO2 B3, que é reavaliado a cada quatro meses.

 

“Nosso ingresso no índice reitera nosso comprometimento com as metas de longo prazo que preveem, entre outras ações, a captura de 40 milhões de toneladas adicionais de carbono da atmosfera até 2030. Essa conquista é mais um passo na nossa jornada ESG (Environmental, social and corporate governance)”, declarou a Suzano.

Fonte
Suzano
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo