fbpx
NotíciasTissue na América Latina

Softys planeja realizar 10% de suas vendas via e-commerce em três anos

Empresa está com o pé no acelerador em termos de aprofundamento omnicanal e otimização dos processos digitais

A Softys, subsidiária de produtos de higiene e cuidados pessoais do Grupo CMPC e líder no segmento de tissue, está com o pé no acelerador em termos de aprofundamento omnicanal e otimização dos processos digitais.

A empresa, uma das líderes na América Latina, está presente no Chile, Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Equador, México e Uruguai, sob marcas consagradas como Elite, Babysec, Ladysoft, Cotidian, Confort, Nova, entre outras.

Paralelamente, a subsidiária no Chile trabalha há cerca de três anos numa forte estratégia de digitalização dos seus processos que, entre outras coisas, inclui a implementação de canais de venda direta para os seus diversos produtos, prevendo que o e-commerce represente 10% de suas vendas dentro de um período estimado de três anos.

ESTRATÉGIA EM ANDAMENTO

O ano passado foi o período crucial para seus objetivos. Em abril de 2019, a empresa lançou a “Mi tienda Cotidian”, uma plataforma de e-commerce com a qual chega a todo o Chile Continental e onde estabeleceu um modelo de substituição automática de produtos.

Mais tarde, em dezembro, começou a operar o “Club Softys”, plataforma lançada para os seus colaboradores de todo o país e que decidiu abrir aos seus clientes finais na Região Metropolitana há três meses.

Segundo Tomás García, gerente regional de e-commerce da Softys, essa modalidade permite ao consumidor encontrar uma variedade de produtos de diferentes marcas, mesmo alguns não disponíveis nos canais tradicionais.

“Por meio de um operador logístico, chegamos à casa dos clientes. Cada vez que um pedido é gerado, ele vai para um sistema que consolida e leva o pedido, e esse mesmo sistema se conecta com operadores de última milha ou couriers para gerenciar o embarque ”, disse o executivo.

Hoje, o prazo de entrega é de três a cinco dias.

A estratégia on-line também considera o lançamento desse canal de vendas em todos os países onde a Softys opera. O plano começou no Brasil, onde os resultados são promissores, ele afirma, e no médio prazo, outros mercados como Argentina, México e Peru estão sendo considerados.

CRESCENDO EM MEIO À PANDEMIA

Com o aprofundamento dos processos e a crise de saúde, a subsidiária afirma que o canal de e-commerce deu um “importante” salto de representatividade dentro da empresa. A nível latino-americano, explica, o canal representa cerca de 5% da empresa. Anteriormente, em um contexto onde as vendas on-line de consumo de massa, em nível geral, representavam cerca de 1% nos principais mercados latino-americanos antes da pandemia.

Apesar de várias empresas terem tido problemas de logística, a Softys conseguiu sair invicta. García destaca que os anos de desenvolvimento de sua estratégia de e-commerce permitiram que enfrentassem melhor a crescente demanda de março e abril. “O que vemos nos oito países onde estamos presentes é que detectamos um grande crescimento generalizado em cada um dos mercados. Na América Latina, triplicamos as vendas on-line e a importância que isso tem nas vendas totais. Só no Chile, dobramos esse segmento ”, diz García.

Paralelamente, ele explica que a companhia continuará expandindo seus processos digitais. Prova disso é o desenvolvimento de um chat-bot que permite aprender com os clientes, otimizando as perguntas recebidas. “Estamos constantemente pensando em fazer avanços tecnológicos que permitam uma melhor experiência e que os processos sejam mais ágeis e rápidos para o consumidor”, conclui García.

Softys planeja realizar 10% de suas vendas via e-commerce em três anos

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.