Notícias Tissue no Brasil

Papel higiênico puxa queda e IPT aponta deflação de 1,99% em Presidente Prudente

Entre os alimentos, o item que sofreu redução mais significativa de preço foi o tomate (kg), com 20,77%, de acordo com o levantamento realizado neste mês de junho

papel_higienico_rep (1)

O Índice de Preços Toledo (IPT) registrou uma deflação de 1,99% no mês de junho nos supermercados de Presidente Prudente. A pesquisa realizada no dia 29 de abril constatou que o consumidor gastava R$ 462,41 para a compra de uma cesta básica na cidade. Já no dia 3 de junho, o custo da cesta básica caiu para R$ 453,20. Já em relação aos últimos 12 meses, o IPT registra uma inflação de 6,49%.

O Grupo de Higiene destacou-se com deflação de 7,58%. O produto que teve a maior queda foi o papel higiênico (4 un. – 30 m – folha simples), com 24,69%.

Seguindo a tendência, os Grupos de Artigos de Limpeza e Alimentos também apresentaram deflação, tendo 2,09% e 1,23% de queda de preços, respectivamente. Os produtos que se destacaram foram o sabão em pó (1 kg), com queda de 5,92%, e o tomate (kg), com 20,77%.

Alguns produtos apresentaram uma considerável diferença de preços entre os locais pesquisados, devido às promoções, variedade e disponibilidade nos estabelecimentos. É o caso do extrato de tomate (340 – 370g), que foi encontrado a R$ 1,09 em um estabelecimento e a R$ 2,89 em outro, uma diferença de 165,14%. O sal (1 kg) foi encontrado pelo menor preço a R$ 0,88 e pelo maior a R$ 2,15, portanto, uma diferença de 144,32%.

A concorrência entre os supermercados dá ao consumidor a oportunidade de economizar até 48%. Comprando uma unidade de cada produto pelo maior preço, ele gastaria R$ 203,05. Já se a sua compra fosse feita pelo menor preço de cada produto, o total gasto seria de R$ 136,86, economizando assim o valor de R$ 66,19.

selo_ok

www.ifronteira.com