CeluloseNotícias

Nova fábrica de celulose da Suzano deve iniciar operações em 2024

Apesar de a companhia estar cautelosa para fazer o anúncio oficial do Projeto Jubarte, sua equipe técnica já possui todo o mapeamento dos impactos do empreendimento

Na última semana, representantes da Suzano participaram de uma reunião virtual com a Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo (MS). Na ocasião, o gerente de Relações Corporativas, João Pacheco, e a coordenadora de Relações Corporativas, Marisa Coutinho, apresentaram os detalhes do Projeto Jubarte, a nova fábrica de celulose da Suzano a ser construída no município.

De acordo com o gerente, a companhia está cautelosa para fazer o anúncio oficial do projeto, mas sua equipe técnica já possui todo o mapeamento dos impactos do empreendimento. “Nossa licença de instalação vem com algumas condicionantes e parte delas é olhar para a questão estrutural do município. Já temos um mapeamento feito junto ao governo do estado e parte desse compromisso é o investimento nas rodovias. Também temos projetos para ampliação, asfaltamento e obras de pontes”, comentou.

Pacheco explicou que o investimento previsto para o Projeto Jubarte está orçado em cerca de R$ 14 bilhões. Segundo ele, por se tratar de um valor elevado, uma série de mecanismos precisa estar bem detalhada para que o projeto possa ser lançado. Ele afirmou que se o cronograma não sofrer nenhum imprevisto, a previsão para início das operações da fábrica é 2024. “Será uma unidade focada na exportação, gerando 1.700 empregos diretos e milhares de indiretos”, ressaltou.

O executivo ainda informou que a Suzano vai utilizar toda a malha viária disponível, porém, sempre atenta à capacidade de carga. “Em vias públicas, usaremos caminhões tritrem, deixando os hexatrens para transitarem nas estradas de terra dentro das fazendas”.

Os vereadores presentes reforçaram a preocupação de que a empresa priorize a contratação de mão de obra local sempre que possível. Além disso, o Legislativo solicitou ao gerente que verifique a possibilidade de a Suzano doar equipamentos para o hospital local, a fim de atender a demanda de saúde do município, que está no limite devido à pandemia de Covid-19.

“Foi uma conversa muito positiva, que possibilitou conhecer um pouco mais dos planos da Suzano para Ribas. Esse canal de diálogo que criamos será muito importante para que possamos, em conjunto, potencializar os investimentos que serão feitos no município”, destacou o presidente da Câmara Municipal, Tiago do Zico.

O Projeto Jubarte deve acrescentar 2,2 milhões de toneladas anuais de celulose à capacidade atual da companhia, que já fabrica mais de 100 milhões de toneladas por ano. A execução das obras demandará cerca de 30 meses.

Fonte
Perfil NewsCâmara de Ribas do Rio Pardo
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo