Celulose Notícias

Klabin é destaque em ranking global de transparência do setor de madeira e celulose

A companhia é a primeira colocada do segmento de papel e celulose na lista da SPOTT Timber & Pulp, plataforma mundial que avalia as melhores práticas ambientais, sociais e de governança de grandes empresas

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, acaba de receber mais um importante reconhecimento que evidencia os seus esforços em prol do desenvolvimento sustentável.

Essa é a terceira vez que a companhia é citada na Spott Timber & Pulp, que avaliou as informações públicas em relação às políticas, operações e compromissos com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança de 97 produtores de madeira e celulose do mundo. A empresa ocupa o segundo lugar no ranking global de transparência do setor, subindo uma posição em relação à lista divulgada no ano passado, além de ser a primeira colocada do segmento de papel e celulose, com pontuação que atingiu 78.5%.

“Reconhecimentos como esse nos enchem de orgulho e comprovam que estamos no caminho certo. A política de sustentabilidade da Klabin sempre esteve muito presente na cultura da empresa, sendo fundamental para integrar todas as etapas do ciclo produtivo e oferecer ao mercado produtos de fontes renováveis, que não agridam ao meio ambiente”, ressalta Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade, Projetos e Negócio de Celulose da Klabin.

No ciclo de 2019 da classificação da SPOTT Timber & Pulp, a Klabin foi a empresa brasileira que obteve a melhor pontuação, alcançando 78,5%, o que representa um avanço de 8,7% em relação ao desempenho de 2018. O ranking analisa mais de 130 indicadores ESG (melhores práticas ambientais, sociais e de governança) em 10 categorias.

A SPOTT é uma plataforma inglesa que apoia a produção e comércio de commodities sustentáveis. Anualmente, a organização divulga relatórios que avaliam as melhores práticas globais corporativas com base nas informações públicas divulgadas pelas empresas produtoras de madeira e celulose.