NotíciasTissue no BrasilTwins Software

Indústria 4.0 pode agregar diversos benefícios ao mercado de tissue

Marcos Stiborski, diretor da Twins Software, explica que a informação aliada à tecnologia pode ajudar na tomada de decisões rápidas e precisas

A indústria brasileira possui potencial para ampliar o modo como explora a tendência tecnológica da Indústria 4.0. Segundo dados de 2019, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), menos de 2% das organizações do país estão verdadeiramente inseridas nesse cenário, que diz respeito a união da tecnologia digital ao mundo físico.

O conceito da Indústria 4.0 engloba as principais e mais recentes inovações tecnológicas dos setores de automação, tecnologia da informação e controle, aplicadas aos processos de manufatura.

A aplicação desse conceito já tem gerado grandes mudanças, com fábricas mais inteligentes, facilitando o controle autônomo de módulos da produção.

Para Marcos Stiborski, diretor da Twins Software, a Indústria 4.0 pode agregar diversos benefícios ao mercado de tissue. A informação, aliada à tecnologia, pode ajudar os convertedores na tomada de decisões rápidas e mais precisas.

“Nós criamos um ecossistema que permite buscar a informação diretamente do CLP (Computador Lógico Programável, o equipamento que fica junto à linha de produção e tem uma lógica de como ela deve funcionar), capturar esses dados e ser capaz de jogá-los dentro do ERP (Enterprise Resource Planning), eliminando o apontamento manual, ou seja, criar uma solução que seja fácil e totalmente integrável”, destacou Stiborski.

Dessa forma, existe uma série de variáveis que a empresa controla e disponibiliza para que essa tomada de decisão seja rápida e eficaz.

Assim, é possível monitorar diversos indicadores estratégicos com a Indústria 4.0. “O CLP tem milhares de informações, e como tornar isso viável? Cada processo desse tem várias informações, o importante é detectar o que é mais relevante no processo que vai agregar valor efetivamente à qualidade do produto, quer seja redução de custo, qualidade, mas também de quais informações são relevantes para a tomada de decisão no caso de uma falha ou algo semelhante”, conclui.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo