CeluloseNotícias

Imasul faz audiência para discutir expansão da Eldorado

Eldorado Celulose(2)O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) realiza, hoje,às 19h, no recinto da Leiloado, na BR-262, audiência pública para discutir com a comunidade a expansão da fábrica de celulose da Eldorado Brasil, em Três Lagoas. E, apresentar para a comunidade o estudo de impacto ambiental decorrente da ampliação da fábrica.

A audiência pública está prevista na legislação ambiental como uma forma de promover a participação da comunidade nas decisões sobre o licenciamento ambiental.
De acordo com Maria José Alves Martins, fiscal do Imasul, o objetivo é expor o empreendimento, ou seja, a ampliação da fábrica de celulose, e os estudos ambientais para a população, respondendo suas dúvidas,  recolhendo críticas, opiniões e sugestões a respeito. Essas informações servem como subsídio para a análise do processo.
“Na oportunidade, o empreendedor vai apresentar o estudo de impacto ambiental que foi feito, tanto no aspecto positivo, quanto negativo, assim como os programas ambientais que serão desenvolvidos nas comunidades diretamente impactadas com a instalação da fábrica. Esta será a oportunidade da população ficar sabendo tido sobre o projeto e também sobre a quantidade de empregos que serão gerados”, explicou Maria José, responsável pela divulgação e mobilização da comunidade para participar dessa audiência pública.
Eldorado 
A Eldorado Brasil já solicitou do Imasul, inclusive, a Licença de Instalação (LI) para ampliar a fábrica de celulose, que irá aumentar a produção da Linha 1 de 1,5 milhões  de toneladas por ano para 1,7 toneladas/ano. E, para a implantação da Linha 2, que prevê produção de 2,3 milhões de toneladas/ano, totalizando  uma produção de 4 milhões de toneladas de celulose por ano na fábrica instalada em Três Lagoas.
A empresa prevê a contratação de seis mil trabalhadores na fase de ampliação da fábrica, prevista para acontecer em 2014, com a operação programada para 2017. O investimento foi orçado em R$ 7,5 bilhões. Segundo o presidente da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich, esse é um investimento importante para toda a região de Três Lagoas, pois a intenção da empresa é ser uma das lideres do setor de celulose de fibra curta a partir do eucalipto no país e no mundo.
Em onze meses de operação, a Eldorado Brasil já conseguiu produzir um milhão de toneladas de celulose branqueada de eucalipto.
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo