NotíciasTissue no Mundo

Guerra na Ucrânia pode desencadear alta no preço do papel higiênico

De acordo com a Suzano, a queda nos estoques de celulose em todo o mundo leva ao risco de uma escassez de oferta

Itens essenciais como papel higiênico e lenços descartáveis podem sofrer uma alta nos preços por conta da queda nos estoques de celulose em todo o mundo, que leva ao risco de uma escassez de oferta, de acordo com a Suzano, maior produtora global da matéria-prima.

De acordo com o diretor-presidente da companhia, a Rússia é uma importante fonte de madeira para a Europa, e esse comércio está completamente paralisado desde a invasão da Ucrânia.

Além disso, a madeira russa perdeu certificações globais, o que significa que os produtores de celulose na Europa, sobretudo na Escandinávia, terão sua capacidade de produção reduzida.

“Os estoques de celulose vêm diminuindo gradualmente de tal forma que podem chegar a um ponto de interrupção ou a uma escassez de celulose. Isso pode acontecer”, comentou Walter Schalka, em entrevista.

Aliados a uma forte demanda, esses fatores culminaram numa alta de cerca de 40% nos preços da celulose no mercado asiático neste ano, segundo o BTG Pactual.

Os produtores de celulose russos vêm trabalhando para continuar suas atividades em meio à falta de insumos, mas um dos principais fabricantes teve de interromper as atividades temporariamente. Outras interrupções no fornecimento podem ocorrer à medida que o conflito continua.

Apesar de a demanda estar alta na América Latina, os fabricantes da região não têm espaço para receber novos pedidos, pois sua produção já está saturada e funcionando à plena capacidade. É o caso da Suzano, cuja demanda tem sido maior do que a empresa pode atender, disse Schalka.

No caso da demanda de papel tissue, que é um item essencial, espera-se que os impactos da inflação sejam moderados. Mesmo assim, o executivo afirma que os efeitos totais da guerra na Ucrânia ainda não foram vistos.

Fonte
Valor Econômico
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo