fbpx




Banner Incape Portal Tissue Online
Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online

Celulose Notícias

Fíbria aumentará sua capacidade produtiva em 33%

Fibria

O Terminal do Macuco chega ao controle da Fibria, líder brasileira de celulose de eucalipto, no momento em que a empresa amplia em 33% sua capacidade produtiva. A instalação, arrematada por R$ 115,047 milhões em dezembro último, em leilão organizado pelo Governo Federal, deverá movimentar pelo menos 1,6 milhão de toneladas a partir do quinto ano de contrato. Os investimentos no local devem chegar a R$ 150 milhões.

No Porto de Santos, a empresa possui hoje a concessão de três armazéns na Margem Direita (13, 14 e 15), cujo contrato encerra em meados de 2017, e opera, por meio de um acordo o Terminal 31. O Terminal do Macuco tem uma área total de aproximadamente 33 mil metros quadrados, divididos em uma instalação com 20,9 mil metros quadrados e outra com 12,1 mil metros quadrados. Nessa gleba, está o Armazém 32. O arrendamento tem validade de 25 anos.

Ao conquistar o novo espaço, a Fíbria se prepara para o crescimento da capacidade produtiva, prevista para iniciar até o segundo semestre no próximo ano. Na ocasião, espera-se a conclusão da expansão da unidade de Três Lagoas (MS), que terá uma nova linha capaz de produzir 1,75 milhão de toneladas de celulose ao ano. Hoje a empresa está apta a gerar 5,3 milhões de toneladas anuais.

Em torno de 90% dessa produção é destinada ao mercado internacional. Por isso a necessidade de modernizar e ampliar a capacidade de escoamento próprio, atendendo à perspectiva do setor, que também prevê crescimento no consumo nos próximos anos. Em entrevista recente, o presidente da empresa, Marcelo Castelli, destacou a operação portuária, assim como o complexo santista, como “parte importante da (sua) competitividade logística”.

De acordo com dados do edital do leilão em que a companhia participou, o Terminal do Macuco já possui equipamentos para descarga, embarque e armazenagem de papel e celulose. No entanto, conforme plano de investimento passará por um processo de modernização. Apesar de questionada, a empresa não informou detalhes de como ocorrerão os trabalhos nos próximos meses e quando a instalação iniciará, de fato, as atividades.

atribuna.com.br