fbpx
NotíciasTissue no Mundo

Essity lança máscaras faciais para os segmentos de consumo e institucional

O objetivo é ajudar a proteger as pessoas durante a pandemia de Covid-19

A Essity está estendendo seu portfólio de produtos com o lançamento de máscaras faciais em seus negócios para os segmentos de consumo e institucional (professional). O objetivo é ajudar a proteger as pessoas durante a pandemia de Covid-19.

A empresa já havia anunciado o desenvolvimento e início da produção de máscaras faciais para uso na saúde e no cuidado de idosos na Suécia. Após desenvolver novos produtos e investir em novas máquinas, a Essity acelerou seus recursos de produção e, a partir de outubro, lançará máscaras faciais tipo II (com eficiência de filtragem de bactérias ≥ 98%) e tipo IIR (com eficiência de filtragem de bactérias ≥ 98% e propriedades resistentes a respingos) em vários mercados europeus.

No varejo, as máscaras serão lançadas sob as marcas de consumo Tempo, Lotus, Zewa e Colhogar em seus respectivos mercados. Já no segmento institucional, as máscaras faciais serão oferecidas em seu negócio professional, sob a marca líder global Tork.

“Contribuir para a sociedade e permitir melhor saúde e higiene está no centro do que fazemos na Essity. Durante a pandemia e suas consequências, estamos aprimorando nossa oferta de produtos para ajudar as pessoas a enfrentar os novos desafios da vida cotidiana. Vamos oferecer produtos de qualidade que são facilmente acessíveis para mais pessoas”, comenta Magnus Groth, presidente e CEO da Essity.

As máscaras serão desenvolvidas e produzidas na Europa e América Latina. A Essity deve estender a novidade para mais mercados em 2021.

Fonte
PR Newswire
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.