CeluloseNotícias

Entenda como são calculados os preços da celulose no Brasil

O país tem como prática seguir a referência de preço PIX Foex Europa, continente em que a volatilidade é menor que em mercados mais transacionais

Muito se ouve a respeito de reajustes praticados no preço da celulose em todo o mundo, porém, muitos desconhecem como essas cotações são feitas no Brasil. O país tem como prática seguir a referência de preço PIX Foex Europa, continente em que, historicamente, a volatilidade de preços é menor que em mercados mais transacionais, como a China. Os mercados europeus estão habituados a negociar a celulose por meio de contratos de fornecimento, o que reduz o volume de operações spot, mais suscetíveis às alterações de cenários.

Entretanto, os preços de lista dos produtores de celulose variam sempre de acordo com a oferta e demanda no âmbito global, e a velocidade de correção das listas de preços varia de conforme a região, dependendo de alguns fundamentos econômicos. Nesse sentido, se houver ritmo de crescimento de demanda na China ou, por outro lado, declínio na procura, estes fatores refletirão em vários países asiáticos que mantêm negócios ao redor do gigante mercado chinês.

Quando há maior demanda, associada à manutenção e até reduções localizadas de oferta, e aumentos nos valores de fretes marítimos para a Ásia, é natural que os preços subam. Os reflexos dos aumentos da capacidade instalada de produção de celulose dependerão das condições de mercado do momento.

Cabe salientar que o preço da commodity também está suscetível às variações cambiais, sobretudo, ao valor do dólar, a moeda em que ela é negociada. Portanto, conforme ocorrem essas variações, sua precificação sofre alterações no Brasil – em caso de valorização da moeda, o preço da fibra sobe; em caso de queda, as cotações ficam mais baixas.

Cada fabricante, no entanto, negocia a celulose por um preço. No Brasil e na maioria dos contratos de compra e venda de celulose, é utilizado um desconto sobre a referência Foex Europa a depender alguns atributos do cliente e da própria natureza da relação entre o produtor da celulose e a empresa compradora. Entre esses fatores, podem estar: o volume envolvido no contrato, o potencial de crescimento do cliente, seu rating de crédito, entre outros atributos.

* Com informações de Sérgio Canela, gerente geral de vendas de celulose para América Latina da Klabin
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo