Celulose Notícias

Eldorado Celulose registra prejuízo de R$ 60,452 milhões

A Eldorado Brasil Celulose, do grupo J&F, registrou prejuízo de R$ 60,452 milhões ao final do primeiro trimestre de 2015, contra também resultado negativo de R$ 114,826 milhões registrado no mesmo período do ano passado.

De janeiro a março, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 297 milhões, alta de 150% na comparação com 2014.

A margem Ebitda passou de 28% para 46%.

Já a receita líquida somou R$ 652,026 milhões, uma alta de 65% em relação ao período de janeiro a março do ano passado.

Resultados operacionais

Nos três primeiros meses de 2015, a produção de celulose avançou 12% ante igual intervalo de 2014, para 370 mil toneladas, com destaque para a produção somente no mês de março, de 146 mil toneladas.

Já as vendas de celulose fibra curta atingiram 366 mil toneladas, o que representou um aumento de 27% ante o mesmo período de 2014. Em bases anualizadas, as vendas superaram 1,6 milhão de toneladas de celulose por ano, um crescimento de 8% sobre a capacidade inicial nominal da fábrica, de 1,5 milhão de toneladas.

“Com certeza, o bom momento do setor está relacionado ao desenvolvimento do consumo, à urbanização e ao aumento do poder aquisitivo da população em países em desenvolvimento, principalmente a China”, disse José Carlos Grubisich, presidente da Eldorado Brasil, em nota.

Energia

De janeiro a março, a fábrica da celulose, que é autossuficiente em geração e consumo de energia, produziu 308 mil MW e vendeu, aproximadamente, 37 mil MW no mercado livre.

Exame