Notícias Tissue no Brasil

Cesta básica registra alta de 1,28% em São Paulo, Papel Higiênico sobe 5%

Trolley in supermarket, exact date

De acordo com a Fundação Procon-SP, o valor da cesta no município de São Paulo apresentou alta de 1,28%, no período de 10 a 16 de outubro. Dos 31 produtos pesquisados, 17 apresentaram alta de preço, conforme estudo diário realizado pelo órgão em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O preço médio, que em 9/10 era de R$ 396,81, passou para R$ 401,89, em 16/10.
Por grupo, foram constatadas as seguintes variações: Alimentação: 1,40%; Limpeza: -0,36%; Higiene Pessoal: 2,05%.

A variação em outubro ficou em 0,58% (base 30/9/14) e nos últimos 12 meses, em 7,47% (base 16/10/13).

No período de 10/10 a 16/10, os produtos que mais subiram foram: Papel higiênico fino branco (pacote 4 un.) 5,00%; Ovos brancos (dz) 4,67%; Carne de primeira (kg) 3,30%; Linguiça fresca (kg) 2,36%; Creme dental (tubo 90g) 2,03%.

As maiores quedas foram: Cebola (kg) -2,14%; Batata (kg) -1,65%; Detergente líquido (embalagem 500 ml) -1,63%; Salsicha avulsa (kg) -1,49%; Desodorante spray (embalagem 90-100 ml) -1,18%.

Dos 31 produtos pesquisados, na variação semanal, 17 apresentaram alta, 12 diminuíram de preço e dois permaneceram estáveis. Os produtos que mais pressionaram a alta no período foram, nesta ordem: Carne de primeira (kg)-0,45%; Papel higiênico fino branco (pacote 4 un.) -0,15%; Ovos brancos (dz) -0,14%; Carne de segunda s/ osso (kg) -0,13%; Arroz (pacote 5 kg) -0,13%.

selo_ok

investimentosenoticias.com.br