fbpx
NotíciasPapel Marrom

BNDES vende mais de 20 milhões de ações da Klabin

Bloco representa cerca de um quarto da posição que até então o banco detinha no capital da empresa

Na tarde dessa quinta-feira, 18, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vendeu um bloco de 21 milhões de units da Klabin, que representa cerca de um quarto da posição que o banco detinha até então no capital da empresa.

A operação, representada pelo Credit Suisse, saiu sem desconto em relação ao preço de fechamento da unit no dia anterior (R$ 28,48), e com ela, o BNDES, principal acionista minoritário da empresa, arrecadou R$ 598,1 milhões. Mesmo assim, o banco de fomento se manteve no capital da Klabin, com presença de cerca de 5,4%, apontam fontes de mercado.

Até então, o BNDES tinha cerca de 7% da fabricante de papel e celulose, uma posição que vale cerca de R$ 2,5 bilhões. Com a venda, as ações da companhia dispararam em alta.

 

Desde o fim de 2020, havia a expectativa de que o BNDES vendesse parte ou a totalidade das 80 milhões de units que detinha na Klabin.

Em novembro, a BNDESPar já se articulava para vender a participação de 7,5% à época, acompanhando o encerramento do contrato de royalties firmado no passado entre a Klabin e seus controladores.

No segundo semestre de 2020, o BNDES vendeu units de outra gigante do setor de celulose, a Suzano. Foram 150,2 milhões de ações vendidas por R$ 6,9 bilhões. Antes, o banco possuía 11% do capital da empresa.

Fonte
Valor EconômicoBrazil Journal
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo