Banner Animado Valfilm Portal Tissue Online

Celulose Notícias Tissue no Brasil

Bndes lança o propapel

Linha de credito a ser lançada pelo programa de apoio ao desenvolvimento do setor de papéis ampliará acesso para maioria dos fabricantes em diversos segmentos. Saiba mais:

logoBNDES

Programa BNDES de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Papéis – BNDES Propapel

Objetivo

Contribuir para o desenvolvimento dos diversos subsegmentos que compõe o setor de papéis de forma a:

  • Melhorar os padrões de qualidade dos produtos e a produtividade das indústrias de papéis instaladas no Brasil;
  • contribuir para o fortalecimento da balança comercial do setor;
  • fortalecer a posição da empresa nacional nos aspectos econômico, administrativo-financeiro, comercial e tecnológico; e
  • estimular a integração de novas unidades produtoras de papéis às fabricantes de celulose de mercado.

Quem pode solicitar

Empresas e/ou grupos econômicos com receita operacional bruta anual de até R$ 600 milhões e que atuem como produtoras de pastas e de papéis a partir de fibra virgem ou aparas (reciclados) nos seguintes segmentos:

  1. Papéis para escrever e para impressão;
  2. papéis para embalagens, incluindo papelão ondulado e papel-cartão;
  3. papéis para fins sanitários, incluindo fraldas descartáveis e absorventes higiênicos; e
  4. pastas mecânicas de alto rendimento.

O que pode ser financiado

  • Implantação, ampliação e/ou modernização da capacidade produtiva; e
  • projetos de incorporação, fusão e aquisição de empresas no âmbito nacional.

Itens Financiáveis

  1. Obras civis e montagem de instalações;
  2. mobiliário;
  3. estudos e projetos;
  4. testes e ensaios;
  5. aquisição de equipamentos novos, inclusive conjuntos e sistemas industriais, produzidos no país e constantes do Credenciamento de Fabricantes Informatizado (CFI) do BNDES;
  6. aquisição de equipamentos novos e importados sem similar nacional;
  7. registro de patentes no Brasil e no exterior;
  8. softwares nacionais que sejam passíveis de apoio no âmbito do subprograma BNDES Prosoft – Comercialização;
  9. gastos em capacitação gerencial e tecnológica, treinamento e certificação;
  10. despesas com assessoria ou consultoria para auditorias, implantação e/ou manutenção de práticas de governança corporativa e planejamento estratégico;
  11. transferência de tecnologia, exceto de empresas que integrem o mesmo grupo econômico a que o beneficiário pertença;
  12. despesas para a incorporação, fusão e aquisição de empresas no âmbito nacional; e
  13. capital de giro associado ao projeto de investimento.

Formas de apoio

Direta, indireta não automática e mista.

Saiba mais sobre as formas de apoio.

Taxa de juros

Apoio direto
(operação feita diretamente com o BNDES)

Taxa de juros = Custo financeiro + Remuneração básica do BNDES + Taxa de risco de crédito (entenda as parcelas)

tabela

Observação: o custo financeiro será Cesta nas operações com empresas sediadas no País, cujo controle seja exercido, direta ou indiretamente, por pessoa física ou jurídica domiciliada ou sediada no exterior, destinado a investimentos de qualquer natureza em atividade econômica não especificada no Decreto nº 2.233/97Link para um novo site, de 23.05.1997.

Apoio indireto
(operação feita por meio de instituição financeira credenciada)

Taxa de juros = Custo financeiro + Remuneração básica do BNDES + Taxa de intermediação financeira + Remuneração da instituição financeira credenciada (entenda as parcelas

tabela2

Veja a classificação de porte das empresas.

Observação: o custo financeiro será Cesta nas operações com empresas sediadas no País, cujo controle seja exercido, direta ou indiretamente, por pessoa física ou jurídica domiciliada ou sediada no exterior, destinado a investimentos de qualquer natureza em atividade econômica não especificada no  Decreto nº 2.233/97Link para um novo site, de 23.05.1997.

Consulte também outras tarifas cobradas nos contratos de financiamento do BNDES.

Valor mínimo do financiamento

R$ 10 milhões.

Participação máxima do BNDES

O Banco financia até 90% do investimento financiável para MPMEs. Para empresas de maior porte, a participação depende do item financiado:

  • Para projetos de incorporação, fusão e aquisição de empresas; e máquinas e equipamentos importados : até 90% do valor total dos itens financiáveis.
  • Para investimentos em capacidade produtiva e aquisição de máquinas e equipamentos nacionais: até 70% do valor total dos itens financiáveis.

Atenção:

O limite para financiamento a capital de giro será sempre de até 40% dos itens financiados, para empresas de qualquer porte.

Para a aquisição de bens de informática e automação, abrangidos pela Lei nº 8.248/1991 (Lei de Informática e Automação), que cumpram o Processo Produtivo Básico (PPB) e que possuam Tecnologia Nacional, a participação máxima do BNDES será de 90% do valor dos bens.

Prazo

Até 10 anos, incluindo até 3 anos de carência.

Garantias

  • Para apoio direto: definidas na análise da operação.
  • para apoio indireto: negociadas entre a instituição financeira credenciada e o cliente.

Saiba mais sobre as garantias das operações com recursos do BNDES.

Como solicitar

As solicitações de apoio são encaminhadas ao BNDES pela empresa interessada ou por intermédio da  instituição financeira credenciada, por meio de Consulta Prévia, preenchida segundo as orientações do roteiro de informações e enviada ao:

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES
Área de Planejamento – AP
Departamento de Prioridades – DEPRI
Av. República do Chile, 100 – Protocolo – Térreo
20031-917 – Rio de Janeiro – RJ

selo_ok

BNDES