fbpx
NotíciasTissue no MundoToscotec

As vendas da Toscotec de cilindros secadores “TT Steel Dryer” atingem novo recorde em 2019

A Toscotec foi pioneira na fabricação de cilindros secadores de aço nos anos 1960, quando os secadores de ferro fundido ainda detinham uma posição de mercado dominante. Depois de muitos anos de luta entre as teorias do aço e do ferro fundido, o conceito da Toscotec agora está ganhando e está sendo selecionado para muitas reformas da seção de secagem em todo o mundo. O chefe de vendas da Divisão de Papel e Cartão da Toscotec, Enrico Fazio, explica como e porquê.

O que faz com que as soluções de reforma da seção de secagem da Toscotec se destaquem no mercado global?

A Toscotec projeta e fabrica as seções de secagem de máquinas de papel desde 1960. Entretanto, apenas nos últimos anos o mercado reconheceu as vantagens do uso de cilindros secadores em aço, com isso a Toscotec reforçou ainda mais sua posição de liderança como fornecedor especialista em cilindros secadores em aço para a indústria de papel. O maior custo de energia acelerou essa mudança no mercado, causando o fechamento de muitas fundições de ferro fundido. Como resultado, nossos concorrentes seguiram nossos passos mudando para o aço. Nos últimos 5 anos, registramos um aumento significativo de vendas que levou à fabricação de mais de 100 cilindros secadores “TT Steel Dryers” por ano. Em 2019, ultrapassaremos um novo recorde com mais de 170 cilindros  em construção em um único ano. Até hoje, a Toscotec vendeu mais de 1.500 cilindros secadores “TT Steel Dryer” nos 5 continentes desde 1960. Esses resultados são incomparáveis ​​em nível global.

Quais são as vantagens do aço x ferro fundido?

Voltando aos anos de 1960 na Toscotec, tudo começou com a ideia de que, assim como outros vasos de pressão que eram produzindo para caldeiras de água, os cilindros secadores da indústria de papel também podiam ser fabricados em aço. Para uma empresa que usava aço para outras aplicações de transferência de calor, seria natural aplicar essa experiência em cilindros secadores para máquinas de papel. No início essa inovação não foi bem aceita, sendo o mercado muito conservador e porque a maioria das pessoas na época acreditava que o ferro fundido era o melhor material para aplicações da indústria do papel. Com o passar do tempo este mito vinha sendo  questionado por muitos, atualmente o cilindro em aço é considerado como a melhor solução e o ferro fundido vem sendo descartado. Em termos de vantagens, em primeiro lugar, o aço seca o papel com mais eficiência do que o ferro fundido. Suas características mecânicas são superiores comparadas ao ferro fundido e os códigos de construção dos vasos de pressão de aço permitem a redução da espessura da camisa, obtendo-se maior eficiência na transferência de calor para a superfície dos cilindros secadores e consequentemente para a folha de papel. O coeficiente de transferência de calor de um secador de aço pode ser 5% a 10% maior que o ferro fundido.

Em segundo lugar, os cilindros de aço oferecem uma maior largura útil de secagem comparado aos cilindros de ferro fundido. Isso ocorre porque as tampas do cilindro secador “TT Steel Dryers” são soldadas na camisa em vez de serem parafusadas como nos secadores de ferro fundido. Este design permite que as bordas do papel se aproxime das tampas, aumentando a largura útil de secagem  com perfil uniforme.

Em terceiro lugar, não há restrição de construção no diâmetro do cilindro secador “TT Steel Dryers”. Podemos projetar e fabricar qualquer diâmetro, com base no requisito específico do projeto.

Finalmente, o fato de não usarmos parafusos e juntas entre o casco e as cabeças do cilindro, elimina qualquer risco de vazamento de vapor, o que é bastante típico dos secadores construídos em ferro fundido.

Como o conceito da Toscotec “TT Steel Dryers” se desenvolveu ao longo dos anos?

A Toscotec tem incrivelmente inovado sua tecnologia ao longo dos anos. Muito trabalho em pesquisa e desenvolvimento foi dedicado a este equipamento, e graças a isso, fizemos um grande progresso na otimização de nossos processos de fabricação, controle de qualidade e projeto de engenharia. Por exemplo, introduzimos um novo design, onde as pontas de eixo do secador utilizam fixação por parafusos diretamente nas tampas laterais. Esse projeto atende a necessidade dos clientes com a redução dos custos de manutenção, pois caso uma destas pontas apresente algum problema, facilmente poderá ser substituída sem nenhuma alteração no cilindro.

Como a divisão de P & B (paper & boarding) da Toscotec evoluiu nos últimos anos?

A divisão de P & B da Toscotec registrou um crescimento significativo nos últimos 5 anos. Aumentamos significativamente nossa receita de vendas neste período. Devemos isso ao fato de que o mercado nos reconheceu como o principal fabricante de seções de secagem. Nós também fornecemos reformas de seção de secagem na modalidade “turnkey”, a recente ordem de compra   que recebemos da Smurfit Kappa Cellulose du Pin na França para uma máquina de 6m de largura é um desses exemplos.

Esses desenvolvimentos levaram à adição de novos recursos em nossos departamentos técnicos e de vendas. Olhando para o futuro, isto está em nosso DNA de sempre abraçar novos desafios e elevar o nível tecnológico. Atualmente, estamos desenvolvendo o projeto de uma máquina de papel com 9 metros e alta velocidade. Olhando para o futuro, estamos trabalhando para otimizar ainda mais o processo de fabricação dos cilindros secadores “TT Steel Dryers”. A Toscotec tomou a decisão estratégica de fabricar todos os cilindros secadores internamente, a fim de controlar todo o processo de construção, desde o fornecimento de materiais 100% certificados até a verificação da qualidade final dos cilindros. Podemos certificar nossos cilindros secadores para operar em qualquer país do mundo, em conformidade com as Normas e Códigos de construção/inspeção para vasos de pressão, como ASME, PED, TÜV, CSEI e JIS.

Quais mercados-chave vocês estão almejando para a P & B atualmente?

Definitivamente, Europa e América Latina, são nossos mercados tradicionais. Na América do Norte, estamos desenvolvendo vários projetos com os principais grupos papeleiros. Também estamos trabalhando para crescer em mercados onde vemos alto potencial para nossa tecnologia.

Você mencionou a experiência da empresa com projetos “turnkey”, qual é a definição de turnkey da Toscotec?

A Toscotec pretende ser um fornecedor de soluções e não apenas um fornecedor de máquinas. Se um cliente precisar de um fornecimento completo “turnkey”, teremos a capacidade de projetar, fabricar e instalar soluções técnicas complexas. Assim, além dos cilindros secadores “TT Steel Dryer”, também fabricamos capotas, plantas de vapor, sistemas de estabilização de folha e sistemas automáticos de passagem de ponta, além de serviços de montagem e/ou supervisão de montagem, comissionamento e assistência de start-up.

O projeto de engenharia é concluído pelo nosso departamento técnico, tanto para linhas completas de papel quanto para reformas. Os projetos de reforma sempre exigem o nível mais alto de personalização, porque são realmente feitos sob medida para as necessidades do cliente.

Além da seção de secagem onde a Toscotec é o principal fornecedor, que outras soluções tecnológicas estão sendo desenvolvidas?

Para se tornar líder no fornecimento de projetos de reforma altamente tecnológicas, a Toscotec também desenvolveu uma série de outros componentes tecnológicos avançados para instalação em outras seções da máquina de papel, incluindo a prensa de sapata “TT Xpress”. Atualmente, estamos instalando prensas “TT Xpress” com alta carga de nip linear, até 1.300 kN/m, temos também alternativamente uma Prensa de Sapata “Compact-Mini” com menor capacidade de carga, até 600 kN/m para aplicação em espaços reduzidos, além de sistemas de corte e passagem de ponta “TT Transfer” para operação segura e eficiente na transferência da ponta da folha entre as seções da máquina de papel

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.