AndritzCeluloseNotícias

ANDRITZ fornece tecnologias e equipamentos para megafábrica de celulose da Bracell

As tecnologias de produção de celulose e os equipamentos de processo possuem eficiência energética e são ambientalmente corretos

O grupo internacional ANDRITZ está fornecendo as principais tecnologias de produção de celulose e equipamentos de processo – com eficiência energética e ambientalmente corretos – para o Projeto Star, da Bracell, em Lençóis Paulista, no estado de São Paulo, Brasil. A fábrica possui duas linhas de fibra curta, flexíveis e ambientalmente corretas, com capacidade de 2,6 – 2,8 milhões de toneladas/ano de celulose kraft branqueada ou 1,5 milhão de toneladas/ano de celulose solúvel, que é usada como matéria-prima para a produção de viscose.

A ANDRITZ conquistou esse contrato em julho de 2019, com start-up programado para agosto de 2021. A Bracell, uma das maiores produtoras mundiais de celulose solúvel e celulose especial, está finalizando o Projeto Star, para expandir a atuação da empresa em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo. A fábrica, que é uma das maiores e mais sustentáveis indústrias de celulose do mundo, começará a operar em meados de agosto de 2021, com capacidade de produção de até três milhões de toneladas por ano. O projeto destaca-se pelo DNA sustentável, com tecnologia avançada, sem o uso de combustíveis fósseis e que utiliza matérias-primas renováveis para criar produtos biodegradáveis.

De acordo com Pedro Stefanini, diretor geral da Bracell SP, as tecnologias aplicadas no Projeto Star visam tornar a produção ainda mais sustentável. “O projeto é muito mais do que uma fábrica de celulose. É o futuro da bioindústria. Teremos aqui a maior e mais limpa caldeira de recuperação do mundo, equipada com tecnologias de última geração, ainda não utilizadas em escala industrial na região”, diz Pedro.

A ANDRITZ está fornecendo – em regime EPCC (Engineering, Procurement, Construction and Civil Construction) – quatro das seis principais ilhas de processo da fábrica:

  • Planta de Processamento da Madeira completa, utilizando a comprovada tecnologia ANDRITZ, incluindo quatro linhas de picagem, dois stacker-reclaimers, oito peneiras de cavacos, manuseio de biomassa com dois “ANDRITZ BioCrushers” e armazenamento de biomassa. Cada linha de picagem para processamento de eucalipto é equipada com o exclusivo picador horizontal HHQ-Chipper (modelo EXL), que garante alta capacidade e ótima qualidade dos cavacos. A operação do Pátio de Madeira é aprimorada com a tecnologia de última geração Metris – ANDRITZ digital solutions, com Inteligência Artificial e sensores digitais. A planta inclui ChipperEKG, detecção de pedras, analisador de cavacos ScanChip e um FlowScanner, que mede a densidade e a umidade dos cavacos para otimizar o processo da linha de fibras e minimizar o consumo de madeira.
  • Uma Caldeira de Recuperação HERB com elevados parâmetros de vapor de 101 bar(a) e 515° C para maximizar a geração de energia. Essa é a maior caldeira de recuperação do mundo, com capacidade para queimar 13 mil toneladas de sólidos totais por dia, e está sendo equipada com tecnologias de última geração, ainda não utilizadas em escala industrial na região. A caldeira de última geração não apenas tornará a fábrica autossuficiente em energia, mas também produzirá cerca de 180 megawatts de energia verde para a rede elétrica brasileira, para abastecer cerca de três milhões de pessoas com energia limpa. A Caldeira de Recuperação HERB apresenta resfriamento de gás de combustão com eficiência energética e tecnologias de pré-aquecimento de água de alimentação para maximizar a produção de vapor para geração de energia. É projetada para longos períodos de operação sem a necessidade de lavagem.
  • Duas Linhas de Fibras ambientalmente corretas com capacidade para 2,6 – 2,8 milhões de t/ano de celulose kraft ou 1,5 milhão de t/ano de celulose solúvel, que processam árvores de eucalipto certificadas e garantem baixas emissões de efluentes, e que também incluem um sistema de alimentação de cavacos, sistema de cozimento contínuo LoSolids com vaso de pré-hidrólise (PHV), depuração e planta de branqueamento, bem como a tecnologia DD-Washer da ANDRITZ, garantindo baixos custos operacionais, baixas emissões, eficiência de lavagem extremamente alta e excelente qualidade da fibra. A planta de cozimento é a mais avançada no processo de cozimento contínuo para a produção de celulose solúvel.
  • Dois inovadores Sistemas de Secagem de Celulose EvoDry para secagem de celulose com máxima eficiência energética, baseada na tecnologia de alta capacidade Twin Wire Former, com secadores a ar, cortadeira e linhas de enfardamento. O fluxo de aproximação com sistemas de limpeza garante alimentação homogênea de celulose para o próximo estágio do processo, para ambos os tipos de celulose – solúvel e kraft. A máquina de desaguamento de celulose compreende uma caixa de entrada com controle de diluição, um Twin Wire Former e uma seção de prensa com uma combi-press e duas prensas de sapata. A tecnologia ANDRITZ para secagem de celulose é comprovada no mundo todo. A cortadeira ANDRITZ produz os fardos de celulose que são posteriormente processados nas linhas de enfardamento de alta capacidade, onde as unidades finais dos fardos de celulose são preparadas.
  • A ANDRITZ está fornecendo também um sistema de tratamento de Gás Não Condensável (GNC) que permite o tratamento seguro e ambientalmente correto de todos os tipos de gases malcheirosos, diluídos ou concentrados, atendendo aos mais rígidos requisitos ambientais e sociais. Os gases são coletados e eliminados por incinerador de gases residuais com atenuação, bem como purificadores de gases de combustão. O sistema de incineração GNC é baseado no conceito “A-Recovery +” desenvolvido pela ANDRITZ, que se concentra no uso dos produtos renováveis no ciclo de recuperação.
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo