NotíciasPersonal Care

Volta Redonda terá nova fábrica social de fraldas

A novidade é que, além das fraldas geriátricas, no local também serão produzidos absorventes menstruais

O município de Volta Redonda (RJ) vai ter mais uma fábrica de fraldas social aberta pela Prefeitura. A nova unidade deve começar a funcionar no mês de março ou abril. A novidade é que, além das fraldas geriátricas, no local também serão produzidos absorventes menstruais.

Conforme o secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, será feito um levantamento da demanda de absorventes entre famílias carentes do município, por meio de parceria entre as secretarias de Educação e de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos (Smidh). Um dos objetivos principais será combater a chamada “pobreza menstrual”, que causa a evasão escolar de meninas que não possuem condições de comprar absorventes, de modo a garantir mais dignidade para meninas e mulheres de Volta Redonda.

“A menstruação é um processo natural da vida das mulheres e não deve ser motivo de vergonha ou impedimento para realizar qualquer atividade. Porém, por vulnerabilidade econômica, muitas meninas e mulheres passam dificuldade para comprar o item de higiene pessoal. Por muitas vezes, meninas deixaram de ir à escola durante o período menstrual, causando prejuízos para seu processo educativo. Queremos acabar com isso em Volta Redonda”, comentou o secretário.

A nova unidade permitirá, ainda, aumentar em 100% a produção de fraldas geriátricas, que serão doadas para programas assistenciais do município e Instituições de Longa Permanência, além de atender a rede municipal de saúde.

Atualmente, Volta Redonda já conta com uma fábrica de fraldas, com capacidade para produzir 500 fraldas geriátricas e mil infantis. A unidade ficou fechada por um longo tempo, mas foi reaberta na atual administração, beneficiando diversos idosos.

No último ano, a Câmara Municipal apresentou um projeto de lei que dispõe sobre o fornecimento de absorventes higiênicos nas escolas públicas de Volta Redonda. Com a abertura da nova fábrica, o projeto, que foi sancionado pelo prefeito Antônio Francisco Neto, pode sair do papel em breve.

Fonte
Diário do Vale
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo