Notícias Tissue na América Latina

Valmet fornecerá nova máquina para produção de papel Tissue para a fábrica da CMPC na Argentina

A Valmet foi escolhida como fornecedora de uma linha completa de produção de tissue para a fábrica da CMPC em Zarate, na Argentina.

A nova linha deve começar a operar no segundo semestre de 2019 e proporcionará um aumento na produção anual da companhia de 60 mil toneladas de papel higiênico e toalhas de alta qualidade.

A Valmet já havia fornecido anteriormente para a CMPC uma linha de tissue Advantage DCT200 para a planta em Talagante, no Chile, uma máquina de tissue para a unidade em Altamira, no México, e uma prensa Advantage Visconip para fábrica em Caieiras, no Brasil.

“A nossa experiência com o conceito Valmet Advantage DCT tem sido muito boa em termos de eficiência energética, capacidade de produção e qualidade do papel. Estamos convencidos de que a nova linha irá contribuir para a nossa liderança no mercado na Argentina”, disse Pedro Muzzio Castelleto, gerente corporativo de desenvolvimento, industrial e suprimentos.

“O mercado de tissue da América Latina está crescendo tanto em capacidade quanto em qualidade. A Valmet possui as tecnologias para fabricação de tissue para atender à demanda atual e futura do mercado”, afirmou Johan Björn, diretor de vendas da Valmet. “Estamos muito felizes que a CMPC nos escolheu como fornecedor e optou pela tecnologia Valmet Advantage para aumentar sua produção atual em termos de capacidade e qualidade”.

Informações técnicas sobre e entrega

O fornecimento da Valmet para a CMPC irá abranger uma linha completa de produção de tissue Advantage DCT200 com equipamento de preparação de massa e uma máquina de tissue, incluindo uma caixa de entrada OptiFlo II TIS, Advantage Crescent former T com turbina ReTurne, prensa ViscoNip, Advantage ReDry, cilindro Yankee, um capota de ar quente Advantage AirCap, um sistema de extração de pó Advantage WetDust e uma enroladeira Advantage SoftReel. O escopo inclui também toda a automação Valmet DNA, eletrificação, engenharia da planta, assim como toda a montagem. A linha de produção será otimizada para aprimorar a qualidade do produto final e reduzir o consumo de energia. A matéria-prima para a nova linha será celulose e fibra reciclada.

Comente com Facebook

Comentários