Celulose Notícias

Suzano Papel e Celulose tem reconhecimento no mercado de finanças verdes

A Suzano Papel e Celulose, está entre as empresas reconhecidas no Green Bond Pioneer Awards, prêmio concedido pela Climate Bonds – iniciativa que promove investimentos na economia de baixo carbono e cujo objetivo é certificar as organizações que se destacaram pelo pioneirismo no segmento de finanças verdes.

suzano fabrica bahia

O Certificado de Reconhecimento concedido à Suzano Papel e Celulose é referente à categoria Operação Estruturada de Novo Participante, pela emissão de títulos verdes no mercado nacional realizada em novembro do ano passado. A operação envolveu Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) no montante de R$ 1 bilhão, emitidos pela Ecoagro, também reconhecida pelo Climate Bonds no Green Bond Pioneer Awards.

O recurso captado pela Suzano Papel e Celulose será destinado a projetos que tenham atributos positivos do ponto de vista ambiental, estimulando o desenvolvimento sustentável.

Guilherme Hirata, gerente executivo de Finanças Corporativas da Suzano Papel e Celulose, explica que este reconhecimento valoriza também o desenvolvimento do mercado de finanças verdes brasileiro e demonstra, mais uma vez, o compromisso da companhia com a Sustentabilidade. “Trata-se de um tema que permeia a organização como um todo e é um dos alicerces fundamentais para a perenidade dos nossos negócios”, afirma. “Esta operação representa mais um passo dado pelo mercado financeiro nacional em direção às melhores práticas já existentes no mercado internacional”, complementa Hirata.

banner-noticias (002)

Segundo Milton Menten, sócio executivo da Ecoagro, foi de extrema importância para a Ecoagro participar da primeira emissão de um CRA Verde no Brasil. “O nosso desafio é possibilitar ao agronegócio a captação de recursos em prazos e taxas adequados, visando mudanças que tenham um impacto positivo para se atingir uma economia de baixo carbono, compromisso este assumido pelo Brasil na COP 21 de Paris em 2015 e crítico para a sustentabilidade global”, afirma.

Antes de promover a emissão de títulos verdes no mercado nacional, a Suzano Papel e Celulose já havia sido pioneira na América Latina na emissão de green bonds em dólares. A operação ocorreu em julho do ano passado e resultou na captação de US$ 500 milhões.

investimentosenoticias.com.br