Celulose Notícias

Suzano adota inteligência artificial para monitoramento de fábrica

Inovação proporciona ganhos em produtividade e segurança, com acompanhamento de processos e equipamentos em tempo real

A Suzano, anunciou a inauguração da Sala Vision, sistema de monitoramento da fábrica de papel e celulose. O local foi desenvolvido incluindo soluções de inteligência artificial, analytics e big data para um monitoramento inteligente de sua fábrica, localizada em Suzano, região metropolitana de São Paulo.

Segundo a companhia, o sistema permite acompanhar todo o processo industrial, promovendo a identificação, análise e a indicação de ações que podem ser desenvolvidas para otimização de atividades, com agilidade, segurança e economia de recursos.

Christian Orglmeister, Diretor Executivo de Estratégia, Comunicação, TI e Digital da Suzano, explica que a empresa tem planos para que a tecnologia também seja levada a outras instalações da empresa no Brasil. “A Sala Vision é um de muitos projetos em curso que visam aumentar a robustez tecnológica da Suzano. Estamos intensificando os investimentos para que conceitos de tecnologia e inovação façam cada vez mais parte do dia a dia de todas as áreas da empresa”, explica.

Com a aplicação do sistema, a empresa espera obter ganhos na estabilidade de produção da celulose, evitando sobrecarga de equipamentos e prevenindo quebras de folhas de papel. A Sala Vision deve contar também um contador em tempo real para calcular a economia gerada com cada ação corretiva realizada.

Luciano Meros de Oliveira, gerente de Engenharia de Confiabilidade da Suzano, conta que a expectativa é ter o retorno do investimento em menos de seis meses. “A Sala Vision é uma plataforma de nível superior, que oferece maior refinamento de informações. O computador acompanha todos os sistemas, observa problemas e sugere soluções. Com essa nova ferramenta, podemos identificar anomalias e tratar ruídos antes que ocorram falhas que tragam prejuízos, como a parada de máquinas para reparos”, detalha.

O local deve ser operado por quatro consultores especialistas em automação, produção e processos, que acompanham as operações da fábrica, por meio de uma tela de 77 polegadas, um painel com oito monitores de 55 polegadas e mais oito monitores de 24 polegadas. A empresa explica que esses monitores são capazes de cobrir todos os processos da fábrica.