fbpx
CeluloseNotícias

SENAI abre processo seletivo para o curso técnico de Celulose e Papel

Inscrições para o curso técnico se estendem até 18 de maio de 2017.

Escola SENAI “Theobaldo de Nigris” localizada na Mooca capital de São Paulo, iniciou processo seletivo para o curso técnico de Celulose e Papel, o curso será 100% presencial e totalmente gratuito, com duração de dois anos a contar a partir de julho de 2017 se estendendo até julho de 2019.

O curso será dividido em duas turmas em diferentes horários, a turma 1 terá aulas no período matutino das 7h30 às 11h30, já a turma 2 ocupará parte do período vespertino e noturno, das 16h00 às 20h00.

Para alunos que trabalham em revezamento de turno será permitido alternar a participação em ambas as turmas, mas para isso será necessário comprovar com declaração do RH da empresa. Os alunos que não trabalham sob o revezamento de turnos, terão de assistir as aulas somente em uma turma fixa (turma 1 ou turma 2), sendo proibida a alteração na participação.

As inscrições devem ser realizadas pela internet, e para os candidatos que trabalham com revezamento de turno, deverão se inscrever em dois períodos, na primeira opção no período da tarde e na segunda opção no período da manhã.

Ao termino do curso, os alunos poderão se inscrever no Conselho Regional de Química (CRQ) como “técnico em celulose e papel” que permite ao aluno ter responsabilidade técnica em sua vida profissional.

Para os interessados em participar do processo seletivo, as inscrições se estendem até terça-feira dia 18 de abril de 2017. A avaliação será realizada no domingo dia 18 de maio de 2017.

Para maiores informações sobre o curso e o processo seletivo basta entrar em conto pelo telefone (11) 2797-6317 ou (11) 2797-6306, ou entrando em contato pelo e-mail celulosepapel114@sp.senai.br

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Baixe nosso e-book!

Conheça OS PRINCIPAIS fabricantes de papel tissue do Brasil e suas capacidades produtivas.

Este levantamento apresenta os principais fabricantes de papel tissue no Brasil em ranking definido por capacidade produtiva instalada.