Notícias Tissue na América Latina Tissue no Brasil

SCA: A presença da companhia na América Latina e Central e sua oferta Sustentável

A empresa consolida sua presença na América Central, onde pretende construir um mercado de US$ 1,4 bilhão.

sca_empresa_papel1-640x400

Divulgação SCA

Localizado na cidade de Sundsvall, no norte da Suécia, a floresta de 2,6 milhões de hectares de propriedade da SCA, contém mais de 200 milhões de metros cúbicos de árvores de quatro espécies, que tornam-se produtos de consumo para a casa.

A empresa nasceu na Suécia, há 85 anos, com um volume de negócios anual de 14,7 bilhões de dólares e hoje está focada em se consolidar por outros cantos do globo.

O volume de negócios da SCA na América Latina é de 1.400 milhões de euros. A líder mundial na fabricação de papel higiênico vê grande potencial de crescimento na região.

No caso do México, é um grande país para a empresa, o sétimo em importância mundial para SCA. Desde 2012, a estratégia da SCA é crescer globalmente em mercados emergentes de forma agressiva.

“A estratégia da empresa é crescer, essa é a aposta, vamos crescer em novos mercados como o Brasil, mas temos também crescido muito na América Central, onde nós posicionamos nossas marcas”, diz Pablo.

Oferta Sustentável

Em produtos de consumo, a SCA opera cinco categorias diferentes; incluem papel higiênico, produtos de higiene feminina, incontinência e fraldas.

A SCA opera duas linhas de negócio: o principal, produtos de consumo, e o de celulose. Este segundo segmento fornece a matéria prima, que, aliás, é comercializada principalmente com clientes externos, enquanto o restante é utilizado em indústrias de produção de papel na Europa.

E enquanto a celulose é uma matéria-prima estratégica para o fabrico de papel, a função principal da floresta é para produzir peletes para geração de energia. Em 2013, o setor de energia foi responsável por 6% das vendas totais da SCA.

“No caso do México e da América Central, todos os produtos vendidos são resíduos reciclados”, disse Fuentes.

A SCA tem reciclado anualmente 180 mil toneladas de papel na região, ou seja, a empresa opera uma divisão dedicada a comprar todos os tipos de papel de escritório, jornais e embalagens para reutilização nos processos de fabricação de produtos de consumo.

A SCA recentemente fez um investimento de 20 milhões de dólares em uma de suas fábricas no país asteca para aumentar a capacidade de reciclagem de produtos, a fim de continuar a produzir artigos de boa qualidade.

forbes.com.mx