fbpx

Banner Animado Adritz no Portal Tissue Online

Notícias Tissue no Brasil Voith

Resultados do Grupo Voith continuam sólidos no primeiro semestre do ano fiscal

sede voith

Pedidos recebidos permanecem em valor elevado, especialmente em razão do crescimento registrado na Voith Paper

O Grupo Voith mais uma vez apresentou resultados positivos no primeiro semestre (de outubro de 2019 a fim de março de 2020) do atual ano fiscal de 2019/20, apesar do ambiente de mercado adverso. Os resultados da empresa começaram a ser negativamente afetados no final do período de referência pela pandemia da Covid-19 – começando pela China, um dos mais importantes mercados da Voith, mas depois alastrando-se pelo resto do mundo. A pandemia foi acompanhada de imposições de distanciamento social, paradas de produção e uma perceptível relutância dos clientes em realizar investimentos.

Voith_resultados_meio_ano

Apesar disso, as vendas do grupo registaram 2,08 bilhões de euros, um valor levemente superior ao do mesmo período do ano passado (2,07 bilhões de euros). Os pedidos recebidos totalizaram 2,17 bilhões de euros, um valor semelhante ao registrado no ano passado (2,29 bilhões de euros). Já o valor dos pedidos em carteira totalizou 5,58 bilhões de euros em 31 de março, um valor levemente superior ao do ano passado (5,54 bilhões de euros). A Voith também registrou um leve aumento em seus resultados operacionais no primeiro semestre do ano fiscal.

O EBIT aumentou 3%, totalizando 79 milhões de euros. Todas as três principais linhas de negócio do grupo ficaram confortavelmente no azul, embora os investimentos nos futuros empreendimentos na Digital Ventures ainda continuem a afetar os resultados, conforme planejado. A margem do EBIT do Grupo Voith aumentou levemente, para 3,8%, enquanto o lucro líquido apresentou um aumento significativo, totalizando 23 milhões de euros (comparado com 18 milhões de euros no mesmo período do ano passado).

Pela primeira vez, os resultados do primeiro semestre do ano fiscal também incluíram os números da BTG, que foi oficialmente integrada ao grupo em 1º de dezembro de 2019. Essa nova subsidiária é uma fornecedora mundial de soluções integradas e altamente especializadas de processos para a indústria de papel e celulose, e contribuiu com 51 milhões de euros ao valor dos pedidos recebidos, 48 milhões de euros às vendas e 7 milhões de euros aos resultados operacionais da companhia.

“O Grupo Voith apresentava uma condição operacional e financeira muito favorável no começo desta crise da Covid-19. É em ocasiões como estas que podemos constatar as vantagens da nossa diversificação setorial e geográfica. Estamos confiantes de que não apenas resistiremos bem à crise, mas que também estamos perfeitamente posicionados para avançarmos em nossa atual trajetória de crescimento sustentável e rentável”, afirmou o Dr. Toralf Haag, presidente e CEO da Voith.

AQUISIÇÕES FORTALECEM AINDA MAIS AS PRINCIPAIS ÁREAS DE NEGÓCIOS

Além da gestão de crise que teve que adotar durante essa pandemia da Covid-19, a Voith continua focada na estratégia de fortalecer suas principais áreas de negócios – em especial, por meio de novas fusões e aquisições. Nestes últimos meses, as mais recentes conquistas nessa estratégia foram os primeiros passos para a fundação da empresa conjunta HMS (Hybrid Motion Solutions GmbH) com a Moog Inc., uma desenvolvedora, fabricante e fornecedora de soluções de acionamentos elétricos, hidráulicos e híbridos. Nessa parceria, o objetivo é o trabalho conjunto para a criação de novas oportunidades de negócios para acionamentos hidráulicos em diversos mercados industriais.

Além disso, a Voith está avançando no processo de aquisição da Traktionssysteme Austria GmbH (TSA) em parceria com a empresa suíça PCS Holding. Em abril, firmou um contrato com a PCS Holding para a aquisição conjunta de uma participação de 59% na empresa. A TSA é a maior fabricante mundial de motores, geradores e transmissões elétricas para veículos ferroviários e comerciais.

A Voith já vinha alcançando importantes marcos em sua estratégia de fusões e aquisições nos últimos meses. Depois de concluir a integração da BTG, a empresa já concluiu duas outras importantes aquisições realizadas em dezembro de 2019. Em primeiro lugar, a aquisição de uma participação de 90% na empresa italiana Toscotec fortalecerá ainda mais a posição de mercado da Voith no setor papeleiro. A linha de produtos e serviços da Toscotec ampliará o portfólio da Voith Paper, o que fortalecerá ainda mais a sua posição como fornecedora completa nos principais segmentos da indústria de papel. Em segundo lugar, a Divisão Turbo também expandiu o seu portfólio com a aquisição de uma participação majoritária na ELIN Motoren GmbH, uma empresa austríaca com presença mundial e tecnologia de ponta no segmento de motores elétricos e geradores para aplicações industriais. Essa aquisição fortalecerá ainda mais a posição da Voith Turbo como uma fornecedora de acionamentos para sistemas de qualquer fabricante.

O Dr. Toralf Haag afirma: “Conforme anunciado em nossa conferência de imprensa em dezembro, continuamos expandindo nossas principais atividades de negócios nas áreas da sustentabilidade, descarbonização e digitalização. A eletrificação de trens de força e o investimento no papel como um produto sustentável desempenham uma importante função nesse sentido. Temos a flexibilidade financeira para enfrentarmos os desafios da pandemia e seguirmos em frente com determinação”.

EVOLUÇÃO POSITIVA DAS DIVISÕES DO GRUPO

A Divisão do Grupo Voith Hydro registrou vendas de 504 milhões de euros, um valor significativamente inferior ao do ano passado (553 milhões de euros). Os pedidos recebidos totalizaram 521 milhões de euros, um montante significativamente inferior ao registrado no ano passado (762 milhões de euros), o que já era esperado para a divisão. A área de serviços continua avançando de maneira animadora. Os resultados operacionais somaram 17 milhões de euros, um valor inferior ao do ano passado (27 milhões de euros), o que ocorreu em consequência de menores vendas.

Mais uma vez, o principal fator de crescimento do grupo no primeiro semestre do ano fiscal de 2019/20 veio da Divisão do Grupo Voith Paper. Mesmo com a queda do nível de investimentos para patamares considerados normais para a indústria papeleira, a Voith Paper conseguiu aumentar significativamente o valor dos seus pedidos recebidos para 901 milhões de euros (ano passado: 747 milhões de euros). Já as vendas aumentaram para 895 milhões de euros (ano anterior: 821 milhões de euros), graças não só à excelente ocupação da capacidade da divisão, mas também à aquisição da BTG. O resultado operacional de 76 milhões de euros novamente ficou acima do valor do ano passado (42 milhões de euros).

A persistência do ambiente adverso de mercado (no setor de petróleo, por exemplo) e o impacto imediato da pandemia da Covid-19 em mercados de clientes importantes da Divisão de Grupo Voith Turbo resultaram em um volume de pedidos recebidos 7% menor (697 milhões de euros), bem como em vendas 3,3% menores (641 milhões de euros) em comparação com o mesmo período do ano passado. Com isso, o EBIT caiu para 20 milhões de euros (ano passado: 26 milhões de euros).

A Divisão do Grupo Voith Digital Ventures registrou sucessos promissores no mercado, o que lhe permitiu aumentar seu volume de pedidos recebidos em 57% (totalizando 47 milhões de euros) e suas vendas em 26% (o equivalente a 36 milhões de euros). Devido aos significativos investimentos realizados em atividades de digitalização e novos empreendimentos, seus resultados operacionais permaneceram no negativo (prejuízo de 6 milhões de euros), embora tenham apresentado uma significativa melhoria em relação ao primeiro semestre do ano passado (prejuízo de 18 milhões de euros).

Isso também pode ser interessante 👇🏻
• Tissue Online lança nova plataforma de debate
• Você sabe realmente quanto custa seu filme stretch?
• O setor de tissue está preparado para a Indústria 4.0?

PERSPECTIVAS: PREVISÃO DE INFLUÊNCIA NEGATIVA DA PANDEMIA DA COVID-19

O Grupo Voith não fez nenhuma mudança em seu objetivo estratégico de buscar o crescimento sustentável e rentável ao longo dos próximos anos. Nas circunstâncias atuais – com enormes incertezas sobre o impacto da pandemia, bem como sobre o início e a velocidade da recuperação econômica que veremos adiante –, a Voith não pode fazer nenhuma previsão confiável sobre a evolução de seus negócios no curto prazo. No entanto, acredita que os seus principais indicadores serão significativamente afetados pela Covid-19 no segundo semestre do ano fiscal de 2019/20.