Celulose Notícias

Nova fábrica de celulose pode ocupar espaço deixado pela Eldorado Brasil em MS

destacada eucalipto

Com 200 mil hectares de florestas plantadas de eucalipto ‘sobrando’, Mato Grosso do Sul volta a ser a “bola da vez”

celulose

O empresário Mário Celso Lopes nunca desistiu do projeto de uma fábrica de celulose em Ribas do Rio Pardo (MS)

A venda da Eldorado Brasil para asiática Paper Excellence (PE) ainda não foi 100% concluída mas já existem previsões no mercado que podem mexer com a ‘balança’ da produção de celulose no país.

Por enquanto a Paper Excellence, que tem sede na Holanda e também é controladora da Asia Pulp and Paper, pagou apenas R$ 1 bilhão, dos R$ 15 bilhões previstos, referente à 13% das ações da empresa. Como já foi amplamente divulgado pela imprensa, a transação deverá ser concluída nos próximos doze meses.

A novidade, no entanto, fica por conta de um “gap” deixado pela suspensão – a princípio – da ampliação da Eldorado Brasil (projeto Vanguarda 2.0) que chegou a ter a terraplanagem iniciada em maio de 2015.

0004_banner_pulverizacao_papel_700x100_V0

Com 200 mil hectares de florestas plantadas de eucalipto ‘sobrando’ em Mato Grosso do Sul e com dois projetos já anunciados (um em Ribas do Rio Pardo e outro em Aparecida do Taboado), o estado voltaria a ser novamente “a bola da vez”.

A reportagem do Painel Florestal ouviu dois renomados e experientes consultores que confirmaram que 2018 será o ano da “retomada de estudos de uma nova fábrica de celulose no país”. Um deles citou o Mato Grosso do Sul, reacendendo duas hipóteses.